Terror: Você é fã de literatura gótica?

Terror: Você é fã de literatura gótica?

Terror: Você é fã de literatura gótica?

Você é fã de terror e suspense? Então saiba mais sobre literatura gótica, mas advertimos, evite ler à noite, pode dar arrepios!

Conheça como surgiu esse estilo que agrada tantos ao público clássico, como contemporâneo e está sempre se reinventando:

A literatura Gótica teve início no século XVIII, na Inglaterra, sendo o primeiro marco o lançamento do livro “O Castelo de Otranto” do escritor Horacle Walpole em 1764. Os traços marcantes deste estilo literário são as paisagens e cenários medievais, como igrejas, castelos, ruínas e florestas,  sendo sempre permeados pelos temas que abrangem guerras , poder, religião, política,  filosofia e claro, o sobrenatural.

É impossível pensar em literatura gótica e não associar à maldição, a um ambiente sombrio, fantasmas, monstros, cruzadas, concepções estéticas, donzelas, cavaleiros, vilões e nobreza. A literatura gótica imprimiu um novo estilo, onde segredos do passado, maldições, manuscritos e profecias são o pano de fundo de obras fantásticas e verdadeiros clássicos. A palavra ‘Gótica’ que define o estilo, teve sua origem nos ‘Godos’, uma tribo de origem e cultura germânica, que habitava a região do baixo Danúbio, povo este que contribuiu para a destruição do Império Romano no século IV. A partir desta denominação,  surge o estilo de terror na literatura, muito apreciado e que hoje tem uma legião de fãs.

A literatura Gótica é considerada um estilo híbrido por suas várias vertentes dentre as quais se destacam o romance, a filosofia, os conflitos políticos e religiosos, os mitos, as lendas e o misticismo, que mistura o real e o imaginário com muito suspense e mistério. Além da Inglaterra, podemos constatar a disseminação de um estilo gótico na europa, principalmente na França, com os grandes autores de histórias extraordinárias como Prosper Mérimée, Gustavo Adolfo Bécquer e na Alemanha com E.T.A. Hoffmann.

O estilo gótico clássico foi marcado pelas seguintes obras:

1- ‘The Castle of Otranto'(Castelo de Otranto),escrito por Horace Walpole em 1764;
2- ‘Vathek, an Arabian Tale'( Vathek, um Conto da Arábia), escrito por William Beckford em 1786;
3- ‘The Mysteries of Udolpho'(Os Mistérios de Udolpho) escrito por Ann Radcliffe em 1794;
4- ‘Caleb Williams’ escrito por William Godwin em 1794 em 1796;
5- ‘The Monk'( O Monge), escrito por Matthew Lewis em 1796;
6- ‘The Italian'(O Italiano), escrito por Ann Radcliffe em 1797;
7- ‘Clermont’, escrito por Regina Maria Roche em 1798;
8- ‘The Children of the Abbey'( Os Filhos de Abbey), escrito por Regina Maria Roche em 1796;
9- ‘Frankenstein’, escrito por Mary Shelley em 1820;
10- ‘Melmoth the Wanderer , escrito por Charles Robert Maturin em 1820.

Demais Obras lançadas Posteriormente, como influência e persistência do estilo gótico:

11- ‘Northanger Abbey'( A Abadia de Northanger), escrito por Jane Austen em 1818;
12- ‘Nightmare Abbey’ ( A Abadia do Pesadelo), escrito por Thomas Love Peacock em 1818;
13- ‘Carmilla’,  escrito por Joseph Sheridan le Fanu em 1872;
14- ‘The Strange Case of Dr. Jekyll and Mr. Hyde'( O Estranho caso de Dr. Jekyll e Mr. Hyde), escrito por Robert Louis Stevenson em 1886;
15- ‘The Picture of Dorian Gray'( O Retrato de Dorian Gray), escrito por Oscar Wilde em 1891;
16- ‘Dracula'( Drácula) escrito por Bram Stoker em 1897;
17- ‘The Turn of the Screw'( A Volta do Parafuso) escrito por Henry James em 1898;
18- ‘The Monkey’s Paw'( A Mão do Macaco), escrito por W.W. Jacobs em 1902.

 

 

Índice

Livro ‘Castelo de Otranto’ escrito por Horace Walpole

   Alguns autores perpetuaram o estilo gótico,também conhecido como literatura do terror. Grandes mestres da literatura se aventuraram neste estilo literário, destacando-se dentre eles alguns contos. Confira alguns dos nomes mais importantes e suas obras!

Escritores e Obras:

Aleksei Konstantinovitch Tolstói – ‘ A Família do Vurdulak: Fragmento Inédito de Memórias de um Desconhecido’
H. G. Wells –   ‘O Cone’
Henry St. Clair Whitehead –    ‘Os Lábios’
Giovanni Papini –   ‘A Última Visita do Cavalheiro Doente’
Ruben Darío –   ‘A Larva’
Joseph Conrad –    ‘A Fera’
Pedro Antônio de Alarcón –    ‘A Mulher Alta (conto de terror)’
Ambrose Bierce –    ‘A Janela Vedada’
Jack London –   ‘O Chinago’
Pierre Louÿs –   ‘A Falsa Esther’
Villiers de L’Isle Adam –   ‘ A Tortura pela Esperança’
Jules Verne –    ‘Frumm- Flapp’
Achim von Arnim –    ‘Melück Maria Blainville, a Profetisa Particular da Arábia’
Walt Whitman –    ‘Morte na Sala de Aula’
Theodor Storm –    ‘A Casa de Bulemann’
Lamed Schapiro –    ‘Halá Branco’
George Sand –    ‘Esperidião’
Horácio Quiroga –   ‘ O Travesseiro de Penas’
Edgar Allan Poe –    ‘Os Fatos no Caso do Sr. Valdemar’, ‘Histórias Extraordinárias’
Guy de Maupassant –   ‘Uma Vendeta’
Léon Bloy –    ‘A Fava’
Hugh Walpole –    ‘O Tarn’
Bram Stocker –    ‘A Selvagem’
Georges Rodenbach –   ‘O Amigo dos Espelhos’
Eça de Queiroz –    ‘A Aia’
Vsévolod Mikháilovitch Gárchin –    ‘A Flor Vermelha’
Fitz-James O’Brien –   ‘ O Que Foi Aquilo? Um Mistério’
Thomas Hardy –    ‘Bárbara, da Casa de Grebe’
Edith Nesbit –    ‘A Casa Mal- Assombrada’
Arthur Conan Doyle –    ‘O Cirurgião de Gaster Fell’
Robert Louis Stevenson –    ‘O Rapa- Carniça’

Os escritores Allan Poe, Lord Byron, Lovecraft e Baudelaire foram consagrados neste estilo e o escritor  Álvares de Azevedo introduziu na literatura brasileira elementos góticos, que atualmente tem outros escritores contemporâneos como destaque.

Um Clássico:

 

bram

Capa do livro ‘Drácula’ de Bram Stoker lançado pela Editora Zahar

Mais recentemente, a Editora Zahar lançou uma edição comentada de luxo, do clássico da literatura gótica, mostrando que o Conde Drácula ainda é um dos principais personagens de terror de todos os tempos.

Confira a sinopse:


“Um pavoroso embate entre bem e mal que seduz milhares de leitores há mais de um século

Fonte de inúmeras adaptações para telas e palco, inspiração para músicos, escritores e artistas de todas as áreas, Drácula é um ícone incontestável e obra-máxima de Bram Stoker. De um lado o conde Drácula – o mais famoso vampiro da literatura – e sua legião crescente de mortos-vivos. De outro, um grupo unido e decidido a caçá-lo: Jonathan e Mina Harker, o médico holandês Van Helsing e seus amigos. Romance epistolar ágil e bem-construído, esse livro enredará também você nessa dramática corrida contra o tempo. Essa edição traz o texto integral de Bram Stoker, centenas de notas, apresentação e cronologia de vida e obra do autor, tudo isso no padrão de qualidade dos Clássicos Zahar. A versão impressa apresenta capa dura e acabamento de luxo.

Algumas obras foram adaptadas para o cinema, com enorme sucesso de bilheteria, como ‘Drácula’ de Bram Stoker, Frankstein de Mary Shelley, Carrie- A Estranha de Stephen King , entre outros.

Bram-Stoker-s-Dracula-bram-stokers-dracula

Cena do filme ‘Drácula’ adaptado do livro homônimo de Bram Stoker com os atores Gary Oldman e Winona Ryder

Sinopse do filme:

“No século XV, um líder e guerreiro dos Cárpatos renega a Igreja quando esta se recusa a enterrar em solo sagrado a mulher que amava, pois ela se matou acreditando que ele estava morto. Assim, perambula através dos séculos como um morto-vivo e, ao contratar um advogado, descobre que a noiva deste a reencarnação da sua amada. Deste modo, o deixa preso com suas “noivas” e vai para a Londres da Inglaterra vitoriana, no intuito de encontrar a mulher que sempre amou através dos séculos.”

O filme dirigido por Francis Ford Coppola, ainda trouxe no elenco estrelas como Anthony Hopkins e Keanu Reeves, sendo aclamado por crítica e público, agradando os leitores e fãs pela fidelidade à obra literária.

A literatura Gótica ainda é muito apreciada, inclusive com novos expoentes, como os escritores: Stephen King, Anne Rice, L.J.Smith, Kim Newman, R.L. Stine, Clive Baker, Richelle Meade, dentre outros. Para os fãs deste estilo, quanto mais suspense e terror, melhor. Porém muitos acrescentam sedução e romance em meio a todo mistério e cenários sombrios.
Vale a pena conferir!

Por ~M.

 

Atualizado em 23/10/15.

Deixe o seu cometário