Resenha: Livro ‘Morte Súbita’ de J.K. Rowling!

Resenha: Livro ‘Morte Súbita’ de J.K. Rowling!

Resenha: Livro ‘Morte Súbita’ de J.K. Rowling!

Alguns livros impressionam, ‘ Morte Súbita’ é um deles, seja pela crueza dos acontecimentos, seja pela retratação das piores mazelas do cotidiano da sociedade. Em um vilarejo do interior, um acontecimento levará os moradores a cometer os piores atos movidos pela ambição. Esse é o fato gerador da trama, a morte em si, de quem é amado e odiado na mesma proporção. O que a ausência de alguém tão importante para uma comunidade pode causar na vida de sua família e da pequena cidade onde mora?
‘Morte Súbita’ de início, se mostrou um livro extremamente detalhado, mas com o decorrer da história entendi porque tantos detalhes. O ponto de partida é um vazio provocado pela perda repentina do morador de um pequeno vilarejo, principalmente no cargo que ocupava, que gera uma vacância. Esse homem, Barry Fairbrother, é apresentado ao leitor, por aqueles que o amam, bem como pelos que odeiam. Do que as pessoas são capazes por inveja, ambição, dinheiro e poder?
Essa inquietação é provocada no leitor e pude sentir isso.

morte2

A capa é uma cédula de voto, mas as cores vermelho e amarelo, de plano demonstra o estresse que essa nova eleição, causará na comunidade e no conselho do vilarejo. Uma cidade do interior, afastada de Londres, porém com os mesmos problemas de qualquer grande cidade: crimes, drogas e uma cidade infestada de preconceito e corrupção. De um lado, a parte nobre e abastada, do outro, os pobres esmagados nas periferias, convivendo com uma epidemia de craque, com uma legião de adolescentes e adultos, sem trabalho, entregues ao vício e a toda sorte de crimes. Os dois núcleos são fortíssimos, com personagens diversos, porém, cada núcleo tem um desenrolar de acontecimentos coerentes e num dado momento se cruzam, pois Fairbrother, era o elo entre as duas comunidades, pois era de origem humilde, sobreviveu ao caos da periferia, mas venceu e era um membro bem sucedido da sociedade. Tinha um trabalho de recuperação com os jovens, através do esporte. Com isso unia as jovens ricas e pobres, na equipe de remo. Esta equipe, tem os personagens que causaram em mim, como leitora, as maiores emoções da trama.

Esse núcleo adolescente, traz à tona todos os problemas atuais, além das drogas, a descoberta do sexo sem nenhum controle de natalidade e doenças, o bullying e auto- mutilação, os problemas de relacionamentos entre pais e filhos, adoção, estupro, violência doméstica, enfim, tudo que é real e doloroso, é tratado com muito realismo, tanto que impressiona.  Todas as pequenas trapaças, fofocas, a ambição, a ira, a difamação, o adultério, tudo o que acontece em uma grande cidade, acontece nesse pequeno vilarejo, só que com proporções gigantescas.
Com o aprofundamento da leitura, a partir da página 200, cada personagem começa e se tornar mais íntimo do leitor, os capítulos se tornam mais curtos, os acontecimentos mais intensos. A minha surpresa foi a J.K. Rowling, como uma escritora madura e realista, totalmente o oposto do estilo infanto- juvenil que a consagrou. A sua visão crítica da sociedade, da política, das relações humanas, do preconceito (de maneira discreta, quase velada, porém muito forte), traz uma reflexão dos pequenos deslizes que são cometidos diariamente. Amei alguns personagens, odiei outros, odiei a Rowling pelo desfecho, mas entendi que foi justo e muito coerente. O núcleo adolescente foi o meu favorito, todas as aventuras e desventuras de Bola, Cristal e Sukvinder, que foram os meus personagens prediletos.

morte-sc3babita

Recebi muito incentivo e agradeço a todas as dicas e opiniões, que motivaram a leitura, quando eu de ler por  três dias, pois o livro é extremamente detalhado, mas depois da metade em diante, os detalhes são de suma importância, a leitura fluiu e os acontecimentos se desenrolaram . Conselho: Quem parou, volte a ler porque vale a pena. A única crítica que faço é com relação a tradução do título, que não tem absolutamente nada a ver com o original, ‘ The Casual Vacancy’, que em tradução livre, seria Vacância Casual, mas traduções à parte, penso que Morte Súbita, tem muito mais a ver com o contexto e já introduz o leitor ao clima da trama. É uma obra digna da autora, pois passado o susto inicial da mudança de estilo, Rowling se mostrou madura e capacidade para um romance adulto, policial, suspense e quem sabe, uma distopia.
Terminei de ler Morte Súbita, às 04:30h, depois de um mês de leitura. Fiquei surpresa e emocionada com o final. Ri em algumas partes, chorei no final e em uma determinada passagem forte, fiquei tão impressionada, que sonhei com os personagens e fatos do livro. Não vou contar o final, quem quiser saber tem que conferir. Mas garanto que é marcante, chocante, inesperado, mas acima de tudo, digno da grande escritora que é J.K. Rowling.

Quem leu Harry Potter, não espere nada no estilo, ao contrário, conheça o outro lado de J.K.Rowling, com os paradigmas abertos, pois ela surpreende e prova que não escreve apenas para o público infanto- juvenil.
Leiam! Recomendo.

Por ~M

6 Comments

  • Patrícia julho 10, 2015 at 3:58 am

    Nossa, comecei a ler esse livro e desanimei. Como você disse, é muito detalhado, que até onde li, chega a ser desnecessário. Mas aí você fala: – Conselho: Quem parou, volte a ler porque vale a pena.
    Vou tentar continuar, mas tá um tédio por enquanto, confesso haha
    Sua resenha foi incrível. Parabéns. =)

    • Leitores Depressivos Author julho 14, 2015 at 10:55 pm

      Obrigado Patrícia, passei pela mesma situação por volta da página 200, compartilhei com os leitores e todos me estimularam, continuei e não me arrependi, depois todos os detalhes são uma colcha de retalhos que vai se montando e não fica nenhuma ponta solta. Gostei muito! Abração!

  • Eduardo Pacheco setembro 4, 2015 at 8:56 am

    Digam o que disserem, acho que esta foi uma boa estreia de J. K Rowling no universo literário dos adultos. Apesar de por vezes o uso de palavrões ser excessivo, a realidade que nos mostrou é mais dura, honesta e não tem o final feliz que Harry Potter nos deu. Escrevi um post onde dou a minha opinião integral do assunto: http://mundodelivros.com/uma-morte-subita/ Abraço

  • Luíza janeiro 4, 2016 at 3:08 pm

    Nossa, estou tentando pela 3a vez ler o livro… Confesso que nao esta sendo facil, alem dos detalhes o numero grande de personagens me deixa perdida as vezes. Mas é minha meta de 2016! hahaha vou terminar esse livro! Estou na pag 98, que a 200 chegue logo!

  • Leandro janeiro 5, 2016 at 11:58 pm

    Comecei a leitura ontem. Realmente a riqueza de detalhes é muito grande, com muitos personagens. Até agora o livro não me impressionou, mas já que você falou que vale a pena, vou continuar e esperar ansiosamente pelo final.

  • Bruna Guedes junho 16, 2016 at 11:23 pm

    Oe!
    Adorei a resenha!
    Estou com o livro há algumas semanas e só li as primeiras páginas. Precisava de um pequeno incentivo e, pelo jeito, consegui haha
    Ele parece mesmo ser do tipo que impressiona com o tempo mas são tantos detalhes no início que nem sei viuu kkkk mas obrigada pela opinião sincera e não vejo a hora de continuar a leitura, vou agora mesmo ♥
    beijos
    Ganurb

Deixe o seu cometário