“O ESCARAVELHO DO DIABO”: saiba tudo sobre a adaptação cinematográfica do clássico homônimo da Coleção Vagalume!

“O ESCARAVELHO DO DIABO”: saiba tudo sobre a adaptação cinematográfica do clássico homônimo da Coleção Vagalume!

“O ESCARAVELHO DO DIABO”: saiba tudo sobre a adaptação cinematográfica do clássico homônimo da Coleção Vagalume!

Duvido que exista algum leitor no Brasil que ainda não tenha lido algum livro da Coleção Vagalume, que foi uma série de livros publicados pela editora Ática a partir de 1972. Um dos títulos mais famosos da coleção é ‘O Escaravelho do Diabo’, de Lúcia Machado de Almeida, que este ano irá ganhar uma versão cinematográfica. O longa começou a ser filmado e o elenco conta com os atores Thiago Rosseti e Marcos Caruso, Jonas Bloch, Selma Egrei, Lourenço Mutarelli e Augusto Madeira, escalados no elenco. O roteiro foi adaptado por Melanie Dimantas e Ronaldo Santos, a direção é assinada por Carlo Milani. As filmagens foram realizadas nas cidades de Amparo, Holambra, Jaguariúna e Campinas em São Paulo.

O pôster foi divulgado:

esca

Confira as primeiras cenas divulgadas:

escaravelho3

escaravelho2

escaravelho1
O narrativa do livro gira em torno de vários assassinatos que ocorrem em um pequeno município do interior. Todas as vítimas são ruivas legítimas e, antes de morrer, recebem pelo correio um estranho escaravelho.
Confira o trailer:

 

 

 

Para quem não se lembra ou não leu, segue a sinopse e capa:

 

escaravelho

“Vítimas ruivas recebem um escaravelho antes de serem assassinadas. Essa é a única pista de que Alberto dispõe para chegar àquele estranho criminoso. Qual a relação entre ruivos e escaravelhos? Quem será o próximo? “

 

Mais sobre o livro: Aqui.

 

A Autora

 

lucia_machado_de_almeida_arquivo_pessoal

A escritora Lúcia Machado de Almeida

A escritora nasceu em 1910, na Fazenda Nova Granja, município de Santa Luzia, em Minas Gerais, e faleceu aos 94 anos em Indaiatuba, interior de São Paulo. Sua família era de intelectuais, e Lúcia estudou inglês, francês, piano, canto, história da arte.  Ainda na adolescência publicou contos e histórias infantis, que já podiam ser considerados de mistério. Esse talento para as letras de Lúcia está presente em toda a sua família: ela era irmã do escritor Aníbal Machado, tia de Maria Clara Machado e do biólogo Angelo Machado, que também se tornou autor de livros infantojuvenis. Para completar o círculo literário familiar, era cunhada do poeta Guilherme de Almeida.  Lúcia foi uma das pioneiras da novela policial infantojuvenil no Brasil, e suas obras, que incluem roteiros de cidades históricas de Minas Gerais, ganharam diversos prêmios nacionais e internacionais. Alguns dos livros juvenis mais instigantes, que deliciaram leitores de várias gerações, são de autoria de Lúcia Machado de Almeida. O escaravelho do diabo, publicado pela primeira vez em folhetim em 1956, e O caso da borboleta Atíria, de 1976, são alguns desses títulos, os dois cheios de mistério e uma boa pitada de informações científicas. Se destacava por acreditar na transformação para o bem do ser humano e não gostava de crianças brincando com armas de brinquedo, que contribuíam para a violência, segundo sua opinião, por isso escrevia livros. Também escreveu obras infantis no início da carreira, e publicou três roteiros de cidades histórias de Minas Gerais. A autora foi premiada no Brasil e na Europa. Faleceu em 2005, aos 95 anos, vítima de pneumonia.

Obras:
Estórias do Fundo do Mar,Lendas da Terra do Ouro, O Caso da Borboleta Atíria, O Escaravelho do Diabo, Passeio a Sabará, Passeio a Diamantina, Passeio a Ouro Preto, Aventuras de Xisto (em 1957), Xisto no Espaço (em 1967), Xisto e o Pássaro Cósmico    (em 1974), Passeio a Ouro Preto, Passeio ao Alto Minho, Spharion Aventuras de Dico Saburó, Asteróide, O Mistério de Douradinha.

Vale a pena relembrar desse livro, que para a maioria, foi leitura obrigatória no antigo ginásio e colegial, hoje fundamental e ensino médio. Fato é que este livro foi amado e também odiado, mas hoje ganha um ar cult, por ter sido lido por várias gerações. Para quem gosta de suspense e romance policial, é um bom começo neste gênero.

A adaptação desse clássico da literatura nacional estreia nos cinemas dia 14 de abril de 2016. Preparados?

Edição Por  ~M

2 Comments

  • Natália Maria fevereiro 4, 2015 at 1:25 am

    Toda vez que eu falo que li “O Escaravalho do Diabo” os mais velhos falam, “mas não é da sua época”. Que raiva que dá. Se bem que já um bom tempo que li ele, então talvez eu não lembre de sua história. Legal saber que estão adaptando a obra. Espero que fique bom!! ^^

    • Leitores Depressivos Author fevereiro 5, 2015 at 1:42 am

      Foi o 2º livro que eu li, essa notícia trouxe uma nostalgia dos tempos da escola…

Deixe o seu cometário