Blog : Lançamentos

Como ficar com Rick: Conheça o livro onde você escolhe o final!

Como ficar com Rick: Conheça o livro onde você escolhe o final!

A nova aposta da editora Agir Now, é um livro diferente, pois o leitor pode escolher o final, que tal?  Do original  “How to get To Rio“, é mais um livro de uma conhecida série de livros no seguimento Young adults e de muito sucesso.
“Como Ficar Com Rick” – da autora Julie Fison, da Coleção Escolha O Seu Felizes Para Sempre, uma ideia original que promete conquistar leitores e fãs, exercitando a criatividade e dando um toque especial para os leitores que gostam de opinar na história lida. Confiram!

“O livro fala de Kitty, uma estudante comum do Ensino Médio, que tem um crush há tempos em um garoto muito gato que todo dia pega o mesmo ônibus que ela, Rick Sanchez. Não fazendo parte do grupo das meninas populares, ela acha que não tem chance alguma com o garoto descolado, então não tenta ter muitas esperanças, embora seu coração não deixe de flutuar toda vez que interagem. Mas a sorte pode estar ao seu lado com a aproximação das férias e a possibilidade de encontrar com Rick, graças a aproximação de Persephone, uma das garotas mais descoladas da escola, que de repente havia começado a se aproximar de Kitty.  A parte interessante é: vocês escolhem como a história vai se desenrolar!Isso mesmo: a proposta do livro é permitir que, à medida que você for lendo o livro, se depare com escolhas que a protagonista deve fazer e siga pelo enredo que escolheu, chegando a diferentes desdobramentos e finais. Quão legal não é poder saber o que teria acontecido se, ao invés da personagem escolher fazer ação x ela escolhesse ação y?”

Confira a capa e sinopse do livro:

julie

A vida é feita de escolhas, e ninguém sabe melhor disso do que as meninas! Terminar o dever ou ir para o shopping? Juntar a mesada para aquele celular incrível ou comprar o box da sua série mais amada? São tantas opções… As protagonistas da coleção Escolha o seu felizes para sempre sabem bem disso — aqui cada escolha delas é sua, e você é quem decide o caminho que elas devem fazer. Siga o seu coração e veja aonde ele leva, ou volte atrás e escolha tudo outra vez! Kitty MacLean está há meses de olho em Rick Sanchez, que deve ser o menino mais lindo do mundo! Mas pelo que parece ela nunca vai conseguir ficar com ele, até que a garota mais popular da sala a convida para passar uns dias num exclusivo condomínio na praia, onde Rick também vai passar as férias. Mas Kitty já havia prometido às amigas que iria acampar… E agora? Cabe a você decidir o que Kitty vai fazer — e se ela vai ou não finalmente ficar com Rick!

A leitura é simples, agradável, e você pode escolher uma história diferente a cada releitura, o que vai sempre renovar a história, fazendo o livro valer muito a pena!”

Leia  o primeiro capítulo como um aperitivo dessa história tão diferente!

Os livros da série nessa série são The Call of the Wild e How to Get to Rio (Como ficar com Rick) de Julie Fison,  Make Up or Break Up da autora Kate Welshman, A Hot Cold Summer e Play The Game da autora Nova Weetman.

 

 

julie2

 

Sobre a Autora:

 

 

julie3

A autora  Julie Fison

Julie Fison cresceu em Brisbane e trabalhou na Austrália, Ásia e Europa como repórter de televisão. As histórias foram inspiradas durante as férias em família no rio Noosa, que é também o cenário para o primeiro romance adolescente de Julie – ‘Alto, escuro e distante “, que é parte da série Smitten. Sua outra história da série – “Lust and Found ‘leva os leitores a uma viagem através do Camboja, como Sienna procura por seu irmão desaparecido.
No novo romance de Julie jovem adulto – ‘Counterfeit Love’, foi lançado em julho de 2014. A série Escolha o Seu Felizes Para Sempre é em parceria com a autora Kate Welshman, e tem a curiosidade especial de deixar o leitor escolher o final da história.

Recomendamos!

Por ~M

 

Lançamento: Conheça ‘The Last Star’, o último livro da trilogia ‘A 5ª Onda’ de Rick Yancey!

Lançamento: Conheça ‘The Last Star’, o último livro da trilogia ‘A 5ª Onda’ de Rick Yancey!

The Last Star (A Última Estrela, em tradução livre) fecha com chave de ouro uma trilogia  de sucesso, após o êxito do 1º livro – A 5ª Onda, e do 2º livro – O Mar Infinito, do autor Rick Yancey. O filme A 5ª Onda veio como franco atirador, após os lançamentos de adaptações muito aguardadas pelo público, como A Esperança- Parte Final, 007 -Contra Spectre e Star Wars – O Despertar da Força, mas não decepcionou, o público tem destacado que o filme é fiel, muito bem executado e com um elenco primoroso, com destaque para a atriz Chloe Moretz, que interpreta a protagonista da trama. Deixou um gostinho de quero mais…

O escritor Rick Yancey entrou definitivamente para o cenário literário, e ainda arrebatou o público jovem adulto. Isto se deve ao sucesso de A 5ª Onda, que é uma história eletrizante, que mistura ficção científica e distopia. O autor divulgou em suas redes sociais a capa do livro que já está em fase de impressão, como ele mesmo disse “Fresquinho, saindo da gráfica” e em breve será lançado nos EUA e grande circuito, porém no Brasil ainda está sem data de lançamento.

Confira a capa do livro:

last

Sinopse:

Estamos aqui, então não estamos fora,  é verdade, isso foi antes deles chegarem. Isso sempre foi verdade. Os ‘Outros’ não inventaram a morte, eles só aperfeiçoaram. Colocaram a morte novamente na nossa frente, porque sabiam que era a única maneira de nos esmagar. Não vai acabar em um continente ou oceano, em uma montanha, deserto ou selva. Vai terminar onde começou, onde tinha que ter sido desde o início, no último campo de batalha: o coração humano.
O mestre e contador de histórias Rick Yancey  invoca o triunfo, a perda e as ações implacáveis que decidirão o destino do planeta para concluir esta série épica.”

No nosso site, saiba mais sobre os livros, o autor e adaptação cinematográfica: A 5ª OndaO Mar Infinito.

Gostaram do lançamento?

Por ~M

“O Regresso”: Conheça o filme inspirado no livro de Michael Punke e estrelado por Leonardo DiCaprio!

“O Regresso”: Conheça o filme inspirado no livro de Michael Punke e estrelado por Leonardo DiCaprio!

O esperado filme “O Regresso”, estrelado por Leonardo DiCaprio e dirigido por Alejandro G. Iñárritu, concorre em 12 categorias, liderando a corrida pelas estatuetas e contabilizando o maior número de indicações que um filme do diretor já recebeu na premiação.

REGRESSO2
Na cerimônia do Globo de Ouro em Los Angeles. “O Regresso” foi o longa com maior número de estatuetas, conquistando as principais categorias: Melhor diretor para Alejandro G. Iñárritu, melhor ator para Leonardo DiCaprio e melhor filme dramático.  A 20th Century Fox faturou 6 estatuetas no Globo de Ouro, com O Regresso, Joy e Perdido em Marte.
O longa é inspirado no livro homônimo de Michael Punke e é a promessa de cenas incríveis de ação, onde a crítica aclamou a atuação de DiCaprio. Conheça um pouco mais do filme e do livro.

 

Sinopse do filme:

 

 

REGRESSO1

“Inspirado em eventos reais, O REGRESSO é uma experiência cinematográfica imersiva e visceral, capturando a épica aventura de sobrevivência de um homem e o extraordinário poder do espírito humano. Numa expedição pelas florestas norte-americanas selvagens, o lendário explorador Hugh Glass (Leonardo DiCaprio) é brutalmente atacado por um urso e abandonado à morte pelos companheiros de sua própria equipe de caçadores. Para sobreviver, Glass resiste ao sofrimento inimaginável, bem como a traição de seu confidente John Fitzgerald (Tom Hardy). Guiado por pura força de vontade e amor à sua família, Glass deve enfrentar um inverno cruel e uma busca incessante para sobreviver e encontrar a redenção. O REGRESSO é dirigido e escrito pelo renomado cineasta, ganhador do Oscar Alejandro González Iñárritu (Birdman, Babel).”

 

O longa foi indicado para as  seguintes categorias:

– Melhor Filme

– Melhor Direção

– Melhor Figurino

– Melhor Fotografia

– Melhor Ator Coadjuvante (Tom Hardy)

– Melhor Ator (Leonardo DiCaprio)

– Melhor Efeitos Especiais

– Melhor Mixagem de Som

– Melhor Edição de Som

– Melhor Direção de Arte

– Melhor Maquiagem

– Melhor Edição.

A premiação foi  aguardada com muita ansiedade pelos fãs e críticos de cinema, pois há tempos DiCaprio tem sido indicado ao prêmio e segundo muitos, sendo injustiçado, pois suas atuações em Gangues de Nova York, Diamante de Sangue, O Aviador e O Grande Gatsby, foram dignas da premiação.
O longa venceu nas categorias;
Melhor ator (Leonardo DiCaprio…Uhuuuu!!!) , Melhor direção(Alejandro G. Iñárritu) e melhor fotografia(Emmanuel Lubezki).

 

Sinopse e Capa do livro:

 

 

untitled

Em 1823, os caçadores da Companhia de Peles Montanhas Rochosas desbravavam as terras inexploradas dos Estados Unidos, enfrentando diariamente o clima implacável, as feras selvagens e a ameaça constante de confronto com os índios, que defendiam suas terras da invasão dos homens brancos. Em uma das missões da companhia, Hugh Glass, um dos melhores e mais experientes caçadores do grupo, fica frente a frente com um urso- cinzento, é atacado e termina gravemente ferido, claramente sem chances de sobreviver. Os homens que deveriam esperar sua morte e lhe oferecer um funeral apropriado o abandonam, levando consigo as armas e os suprimentos. Entre delírios, Glass os observa fugindo e é tomado por um único desejo: vingança. Uma determinação cega que o torna capaz de atravessar quase cinco mil quilômetros de terras intocadas e selvagens, fugindo de predadores, sobrevivendo à fome e à agonia dos ferimentos mais terríveis, a fim de concluir seu objetivo. Inspirado em fatos reais e escrito em uma prosa arrebatadora, O regresso é uma notável história de obsessão, um romance sobre um homem cuja vida foi ao mesmo tempo salva e condenada pela sede de vingança.”

Qual a sua opinião? DiCaprio mereceu o Oscar?

Por ~M

Atualizado em 29/02/2016

Martin Scorsese assina a direção da adaptação cinematográfica do livro ‘O Silêncio’ de Shusaku Endô!

Martin Scorsese assina a direção da adaptação cinematográfica do livro ‘O Silêncio’ de Shusaku Endô!

O emblemático livro do japonês Shusaku Endô, falecido em 1996, está sendo adaptado pelo premiado diretor norte am3ericano Martin Scorsese (Taxi Driver, Os Infiltrados e mais uma infinidade de bons filmes). Tem estreia programada pro primeiro trimestre de 2016 e pode render mais dinheiro e polêmica do que a mega da virada online vem causando ultimamente.
Trata-se de O silêncio, cuja história nos é muito próxima, apesar de se passar no Japão do século XVII. Ele conta a trajetória de missionários portugueses, em especial a do padre jesuíta Rodrigues, que vai ao país do sol nascente a procura do colega padre Ferreira, “acusado” de ter apostatado, ou seja, ter abandonado a fé cristã.

martin scorsese1
Capa do livro

Sinopse :

“Profundo observador dos dramas do ser humano, Shusaku Endo revela em suas obras, não só a angústia da fé, como também a busca dos homens pela misericórdia de Deus. Em O Silêncio, seu mais aclamado romance, ele narra a saga de missionários católicos no Japão do século XVII, um período em que cristãos japoneses eram brutalmente oprimidos. A partir de cartas reais, Endo delineia o silêncio duro e sufocante ao qual, tanto jesuítas quanto cristãos, foram submetidos. Eles foram perseguidos, torturados até optarem por se calar eternamente mantendo sua fé ou apostatar e viver em eterno silêncio. O sucesso mundial de O Silêncio, assim como a força do seu enredo, motivou o renomado cineasta Martin Scorsese a expressar sua intenção de preparar uma adaptação cinematográfica. Oportunidade mais que adequada para mostrar que as questões levantadas por Endo, ainda hoje, estão presentes em todo o mundo. O prefácio escrito pelo tradutor da versão inglesa, responsável pela difusão da obra no Ocidente, não só contextualiza os personagens e os acontecimentos citados pelo autor, como também levanta as discussões que desde seu lançamento, em 1966, envolvem o livro.”

O momento histórico abordado é justamente o mais controverso da igreja, o tempo da inquisição. Responsável por queimar vivo, em praça pública, diversos “infiéis”, judeus ou quem ousasse questionar seus preceitos religiosos, os cristãos sofriam praticamente a mesma perseguição no Japão, cujas autoridades prezavam pela permanência do Xintoísmo e o Budismo  como religiões oficiais. Os portugueses eram aceitos em terras nipônicas pelo interesse comercial dos locais, que toleravam os jesuítas e faziam vistas grossas às conversões. Mas tudo mudou quando os holandeses, protestantes, conseguiram se sobressair nos negócios e investiram na expulsão e perseguição dos missionários, que foram capturados e torturados cruelmente. O livro tenta fazer um panorama desta situação, com ênfase na incapacidade de existir uma tolerância religiosa, nas implicações políticas e econômicas que as religiões acabam fazendo vir a tona e até faz lembrar os tempos atuais. Séculos depois, guardadas as devidas proporções, parece que nada mudou.

Scorsese convocou pra esta empreitada o roteirista Jay Cocks – de A Época da Inocência e Estranhos Prazeres – ainda nos anos de 1990.

martin scorsese

O diretor Martin Scorsese

Ele queria que o filme fosse o sucessor de Gangues de Nova Iorque, mas dificuldades com a produção acabaram adiando o sonho. Andrew Garfield, Liam Neeson e Adam Driver são os atores principais da película.

martin scorsese2

Gostaram da novidade?

~Q

Notícia: Pixel lança coleção histórica de Flash Gordon, da Titan Books!

Notícia: Pixel lança coleção histórica de Flash Gordon, da Titan Books!

Uma excelente notícia para os fãs de HQ’s: O lançamento da coleção aclamada de Flash Gordon pela Pixel!

“O selo Pixel Media, da Ediouro, lança “Flash Gordon no Planeta Mongo”, primeiro volume de uma série da Titan Books com todas as páginas dominicais criadas por Alex Raymond e Don Moore. O primeiro livro da série traz a coleção completa das páginas de tiras do personagem, publicadas entre o período de 1934 e 1937. Mantendo a qualidade do livro lançado no exterior, “Flash Gordon no Planeta Mongo” conta com capa dura e  208 páginas.  Aclamadas como as mais prodigiosas de seu tempo, as tiras de Flash Gordon e a atmosfera do personagem serviram de referência para todo o segmento de quadrinhos. Segundo o ilustrador da Marvel Comics e DC Comics Alex Ross, que assina o texto de apresentação, a qualidade da arte de Raymond não vinha da influência do mundo dos cartuns ou dos quadrinhos, que era encontrada em muitas outras tiras de jornais, mas da ilustração do começo do século XX. Artistas como Raymond e Hal Foster – criador do Príncipe Valente – introduziram a arte dos livros de histórias e das revistas no meio dos quadrinhos, durante a infância dessa promissora forma de entretenimento.
E não são só as ilustrações que se deve o sucesso de Flash Gordon. A temática chamou atenção da Universal Pictures e o primeiro seriado foi lançado com o ator Buster Crabbe no papel do herói em 1936. Crabbe deu vida ao personagem em 40 episódios da série que foi produzida até 1940.

flash4

Capa do lançamento

Na década de 1980 foi lançado o longa-metragem “Flash Gordon” com Sam J. Jones, e ganhou muito destaque por sua trilha sonora, que foi composta e interpretada pela banda Queen.
Em 1996, Flash Gordon foi selecionado para preservação no “United States National Film Registry”, pela Biblioteca do Congresso, e considerado significativo culturalmente, historicamente e esteticamente. A importância de “Flash Gordon” para o mundo geek é inegável. As cenas de flashback do mundo natal do Superman, Krypton, e de seu pai Jor-El – assim como outros kryptonianos e os cenários alienígenas – pareceram durante anos com os estilos e arredores do planeta Mongo. Entre os fãs de Gordon, destaca-se George Lucas. Quando era jovem, o cineasta foi bastante influenciado pelas exibições televisivas dos seriados de cinema de Flash Gordon, o que o levou a ter boa parte do fascínio que tem pelos mundos da fantasia científica. No começo dos anos 1970, Lucas se aproximou da King Features e propôs o licenciamento de Flash Gordon para o projeto de um filme dos sonhos. Não foi feito nenhum acordo, e todos podem reconhecer no Universo Star Wars  onde ele levou toda a sua inspiração.

flash1

A Pixel Media vem se destacando na cena brasileira de quadrinhos. Somente em 2015, o selo da Ediouro lançou dezenas de graphic novels e compilações, de  personagens clássicos e acaba de publicar The Witcher – Casa de Vidro, uma versão em HQ do game de maior sucesso em 2015.
“Nos últimos anos nos dedicamos ao relançamento de grandes clássicos dos quadrinhos americanos, personagens incríveis criados por Lee Falk, Phil Davis, Ray Moore, Dik Browne, Mort Walker, entre outros. É com muito orgulho que nos debruçamos agora sobre os personagens e a obra de Alex Raymond. Para isso escolhemos essa coleção completa da Titan Books”, afirma Daniel Stycer, Editor-Chefe da Pixel e de Coquetel.
Em “Flash Gordon no Planeta Mongo”, o cuidado com a tradução foi decisivo para manter a qualidade dos diálogos dos longos textos e balões. O trabalho de limpeza dos textos originais ficou a cargo do estúdio Criativo, de São Paulo. “Fizemos um verdadeiro trabalho de restauração, não um simples retoque”, afirma Carlos Rodrigues, publisher do Criativo. O trabalho consistiu em pintar digitalmente, letra a letra, sem interferir na imagem sobre o qual o texto estava posto. A principal preocupação foi manter a integridade da arte original.
‘Flash Gordon no Planeta Mongo’ é o livro que faltava em sua prateleira. O volume também estará disponível em ebook. Os demais livros da coleção ainda não têm data para serem lançados.”

 

Sobre o autor:

flash3

O escritor Alex Raymond

Nascido em outubro de 1909, em Nova York, Alex Raymond trabalhou como agente de pedidos em Wall Street no início da carreira. Com a quebra da bolsa e a Crise de 1929, o jovem Raymond perde seu emprego e começa a se dedicar ao seu maior dom: a ilustração.Alex Raymond também é criador de personagens como Rip Kirby, Agente Secreto X9 e Jim das Selvas.

Gostaram da notícia?

Por ~M

‘Star Wars -Marcas da Guerra': Confira a capa desse lançamento incrível!

‘Star Wars -Marcas da Guerra': Confira a capa desse lançamento incrível!

Com o filme Star Wars- O Despertar da Força prestes a ser lançado nos cinemas, a Editora Aleph em uma jogada de mestre lança em novembro o livro que desvenda a história e traz todas as pistas para o leitor da saga. Do original Aftermath, a tradução para Marcas da Guerra, teve o intuito de remeter o leitor ao título da série Guerra nas Estrelas, que se perdeu ao longo dos anos, retornando para Star Wars. Com esse novo fôlego, tanto com os livros lançados, quanto com os novos filmes, todo o universo expandido se mantém firme, para a alegria dos fãs. Porém o autor Chuck Wendig não tem o mesmo estilo de Timothy Zahn, os leitores não devem ter esta expectativa, são estilos diferentes, mas ambos fazem jus à saga. O livro integra a trilogia da série e se passa entre as histórias narradas em O Retorno de Jedi e o Despertar da Força.

Confira a sinopse e capa do livro:

Star-Wars-Marcas-da-Guerra-capa-Brasil

” O que aconteceu depois da destruição da segunda Estrela da Morte? Qual o destino dos remanescentes do Império Galáctico e dos antigos Rebeldes, agora responsáveis pela fundação da Nova República? Marcas da guerra é o primeiro livro do cânone oficial a mostrar o que acontece depois do clássico Episódio VI: O retorno de Jedi, dando pistas sobre o que podemos esperar da nova trilogia que se inicia com o O despertar da Força, a ser lançado nos cinemas em dezembro.

Nesse novo panorama galáctico, vamos descobrir que a guerra ainda não chegou ao fim… e que os traumas deixados por ela ainda serão sentidos por muitos e muitos ciclos. Capitão Wedge Antilles, almirante Ackbar, almirante Sloane, o garoto Temmin e a mãe, Norra Wexley, a caçadora de recompensas Jas Emari, o antigo agente imperial Sinjir: novos personagens e velhos conhecidos dos amantes da saga, que sempre estiveram envolvidos na luta, agora devem escolher o lado a que deverão jurar lealdade. Deverão colocar-se ao lado da Nova República, procurando estabelecer um novo governo democrático na galáxia? Ou juntar-se às fileiras imperiais, na tentativa de voltar ao poder absoluto depois das mortes dos lordes Sith Palpatine e Darth Vader?”

Star Wars: Marcas da Guerra traz pistas do que será “O Despertar da Força”, é um elo de ligação da saga, trazendo muitos detalhes, amarrando pontas soltas e mostrando personagens secundários da série e não só a nobreza ou os protagonistas da história.

Gostaram da novidade? Dê a sua opinião!

Por ~M

“Eu Sou A Lenda”: Confira o lançamento desse clássico da ficção científica!

“Eu Sou A Lenda”: Confira o lançamento desse clássico da ficção científica!

Uma excelente notícia nesse fim de 2015, foi o lançamento do clássico da ficção “Eu Sou a Lenda”, de Richard Matheson, lançado pela Editora Aleph. O livro é uma excelente aposta para conquistar os leitores / fãs de ficção científica com uma pitada de terror. A apresentação é impecável, de capa dura com um design maravilhoso, enfim, mais uma aposta de sucesso para uma editora que está em ascensão crescente, numa empreitada corajosa trazendo para o Brasil, lançamentos incríveis que estão atingindo em cheio o coração dos leitores e fãs!

 

Conheça um pouco mais do livro, sinopse e a capa:

 

EU-SoU-A-LENDA

 

“Uma impiedosa praga assola o mundo, transformando cada homem, mulher e criança do planeta em algo digno dos pesadelos mais sombrios. Nesse cenário pós-apocalíptico, tomado por criaturas da noite sedentas de sangue, Robert Neville pode ser o último homem na Terra. Ele passa seus dias em busca de comida e suprimentos, lutando para manter-se vivo (e são). Mas os infectados espreitam pelas sombras, observando até o menor de seus movimentos, à espera de qualquer passo em falso… Eu sou a lenda, é considerado um dos maiores clássicos do horror e da ficção científica, tendo sido adaptado para o cinema três vezes.”

Embora na história, o autor faça referência aos vampiros, as criaturas são a primeira aparição de zumbis na literatura gótica, o que é u feito, pois depois de Matheson, outros autores se inspiraram e por anos, livros/ filmes/ séries com zumbis foram uma verdadeira febre.

Mantendo a tradição, não falaremos sobre a tentativa de adaptação cinematográfica feita por Will Smith, pois não é digna do livro e a maioria dos leitores e fãs odiaram esse filme com todas as forças. Mas, Will já demonstrou a mesma falha em “Eu Robô” de Azimov, portanto comprova-se que o problema não foi no livro e sim no roteiro e adaptação do longa. O que podemos dizer é, para quem não leu, leia. Para quem assistiu o filme, leia para superar o trauma, pois o livro é excelente, é um verdadeiro pilar da ficção científica/ terror, inspirando muitos autores contemporâneos deste gênero, como Stephen King.

 

Por ~M

Conheça “Twist”, O clássico de Charles Dickens, com estilo contemporâneo e nova roupagem por Tom Grass!!

Conheça “Twist”, O clássico de Charles Dickens, com estilo contemporâneo e nova roupagem por Tom Grass!!

“Lançamento da Agir Now é uma releitura moderna do clássico “Oliver Twist”

 Para a Editora Agir Now a palavra crise não existe, eles estão investindo cada vez mais em novos lançamentos e publicações de peso. Confira mais este incrível lançamento: Twist de Tom Grass!

“O novo lançamento da Agir Now, agora parte da HarperCollins Brasil, traz uma interpretação contemporânea de um dos maiores clássicos da literatura estrangeira. Em Twist, a presença de grafiteiros e a prática de parkour e free running – consideradas atividades esportivas e também artísticas – são alguns dos elementos que oferecem uma roupagem moderna e atraente para o público de jovens adultos. Além disso, a experiência do autor Tom Grass como diretor criativo de uma produtora de filmes acrescenta aspectos cinematográficos ao livro.

A linguagem descritiva de Grass e o ritmo da narrativa prendem o leitor às aventuras de Oliver Twist, um rapaz de 18 anos – sem dinheiro, sem casa e sem família – com uma excelente memória e um notável talento artístico. Ao ser perseguido pela polícia, ele se vê envolvido com uma gangue de ladrões de arte. Liderados pelo carismático “colecionador” Fagin, a equipe planeja o roubo de uma série de pinturas clássicas, e os dons únicos de Oliver são exatamente do que eles precisam. Apesar de Twist fazer amizades com os ladrões, e até se apaixonar, a gangue esconde segredos perigosos que colocarão a vida do jovem artista em risco.

 

Sinopse e capa:

 

 

Twist-1024x1523

“Como seria a vida de Oliver Twist se ele fosse um menino órfão em pleno século XXI? Recém-fugido de uma instituição para jovens criminosos aos 18 anos, Oliver é apaixonado por arte. Dotado de uma memória incrível, passa seus dias recriando de cabeça quadros famosos nos muros de Londres enquanto sonha em estudar artes plásticas. Porém, seus talentos chamam a atenção de Fagin e sua gangue de ladrões, que possuem outros planos para Twist…”

Repleto de ação, paixão e traições, o thriller de Tom Grass é uma eletrizante releitura do clássico Oliver Twist – que promete agradar tanto os que já conhecem a obra original quanto uma nova geração de leitores. “É uma mistura de Dickens e Missão Impossível na zona leste e suja de Londres”, diz Imogen Russell Williams, do jornal The Guardian.

Aplaudida pela crítica literária norte-americana, a história recriada por Tom Grass irá sair das páginas do livro direto para as telas de cinema. Em parceria com a Redbull Media House e a The Salta Company, a Pure Grass Films irá produzir uma adaptação cinematográfica em 3D de Twist. Não apenas isso, mas a produtora irá investir na criação de apps, games e até uma prequel online – na qual o autor irá contar a história anterior ao início de Twist.

 

Sobre o autor:

 

tomgrass

O escritor Tom Grass

 

Tom Grass é o diretor de criação da Pure Grass Films e tem mais de 15 anos de experiência na indústria do entretenimento. Ele já trabalhou com parceiros mundiais como BBC, Endemol, Rockstar Games, Sony e Xbox. Twist é seu primeiro livro.

Sobre a HarperCollins Brasil:

A HarperCollins Brasil é fruto da joint venture entre a HarperCollins Publishers e o Grupo Ediouro. A parceria combina as operações já existentes da Thomas Nelson Brasil e da Harlequin Brasil com títulos publicados pela Ediouro, além de permitir a publicação de cerca de 350 títulos por ano a partir dos selos da HarperCollins. O portfólio da nova empresa reúne o melhor de várias casas publicadoras: títulos trade selecionados da Nova Fronteira e da Agir; livros cristãos e Bíblias da Thomas Nelson Brasil; a ficção da Harlequin; e o conteúdo global dos autores best-seller da HarperCollins.”

 

Gostaram da novidade?

Por ~M

Conheça o livro ‘Maratona do Terror: Perdidos – Contos de Arrepio’ de Juliana Skwara!

Conheça o livro ‘Maratona do Terror: Perdidos – Contos de Arrepio’ de Juliana Skwara!

Para os fãs de literatura gótica e terror, uma excelente notícia: Maratona do Terror! Este livro veio para preencher uma lacuna na literatura nacional, com inspiração em monstros internacionais como R.L. Stine, Stephen King, Bram Stoker e outros.
Quer saber mais? Então prepare-se para conhecer um pouco da história e da autora.

Confira sinopse e capa:

july2

“Esse livro é uma maratona de contos assustadores. Ele começa com a história de Lily, uma Estudante apaixonada por filmes de terror que faz de tudo para assistir à pré-estreia de um filme ao lado dos seus amigos em uma “Sexta-Feira 13”, conto inicial, e termina com a “A casa nº 7”, uma casa mal assombrada em que um casal tem o azar de se abrigar. Para viver essas e outras histórias aterrorizantes, não deixe de ler “Maratona do Terror: Perdidos – Contos de Arrepio”!
Obs: Não leia à noite!”



Link do livro no Skoob: Aqui.

 

Sobre a autora:

 

julyA escritora Juliana Skwara

 

 

Escritora dark de livros adolescentes e jovens adultos, Juliana Skwara é evisora e Administradora do site Novos Escritores. É estudante do curso de Letras (Português/ literaturas) na UFRJ e fã de Harry Potter, Doctor Who, R. L. Stine e Agatha Christie.  Já foi operadora de telemarketing, tecladista, modelo e professora. Sonho em ser fluente em espanhol, ter um fusca rosa e dar um rolê na TARDIS. Não necessariamente nesta ordem.

 

Por ~M

‘Maze Runner: Prova de Fogo’, Saiba mais sobre o filme baseado na saga de James Dashner!

‘Maze Runner: Prova de Fogo’, Saiba mais sobre o filme baseado na saga de James Dashner!

“O Labirinto foi só o começo.
O pior está por vir.
Lembre. Corra. Sobreviva.”

É correr ou morrer literalmente. O que posso dizer desse filme? Muito Bom!
Na sequência de Correr ou Morrer, Thomas (Dylan O’Brien ) e seus companheiros são levados para um local que julgam ser a sua salvação, mas alguns segredos serão revelados. Thomas começa a se lembrar de tudo, da separação de sua mãe e tudo que viveu nos últimos anos. Recebem roupa limpa, cama, comida, banho, mas algo está errado. Teresa é separada do grupo e passa por diversos exames. Thomas conhece um outro jovem (Aris), que já está há uma semana no alojamento, onde todos esperam diariamente serem levados para ‘uma nova vida’. Porém Thomas descobre que os jovens são levados para um depósito humano onde são drenados e retiram todo o sangue de seus corpos para fabricar o antídoto da cura para o vírus. Após essa descoberta, eles também descobrem que a Dra. Ava está viva e que o local onde estão é do C.R.U.E.L.
Mas surge uma ameaça ou uma esperança: um grupo de rebeldes armados que encaminham crianças imunes para as montanhas.
O grupo foge e logo começa uma incrível perseguição. Os Clareanos enfrentam perigos terríveis, como grupos infectados pelos vírus, os cranks, que se parecem com zumbis e se alimentam de carne humana. Fogem pelo deserto escaldante que chega a ser pior que o labirinto e são aprisionados por mercenários, que vendem pessoas para serem cobaias do C.R.U.E.L. Eles só não podem prever que o pior está por vir. O final é bombástico, do tipo que as pessoas ficam assistindo os créditos esperando por uma cena extra. A produção em 3D deu um toque a mais, as cenas são incríveis, a fotografia e elenco me surpreenderam. A direção de Wes Ball é irretocável e digna da obra de James Dashner.

Confira a sinopse e Pôster do filme:

“Após escapar do labirinto, Thomas (Dylan O’Brien) e os garotos que o acompanharam em sua fuga da Clareira precisam agora lidar com uma realidade bem diferente: a superfície da Terra foi queimada pelo sol e eles precisam lidar com criaturas disformes chamadas Cranks, que desejam devorá-los vivos.”

 

maze

 

 

Um filme com roteiro bem escrito, com ação e humor na medida certa, apesar de todo caos, essa distopia é incrível. Para aqueles (que como eu) criticaram o autor que deixou pra matar um personagem, que nadou tanto, aliás (correu tanto), para no final morrer na praia, vai se surpreender!

 

 

Confira o trailer:

 

Um aviso: Quem teve raiva de Teresa (Kaya Scodelario), pode alimentar, porque com certeza ficarão muito mais indignados com a moça (fiquei com muita raiva, hahaha). Destaque para Giancarlo Esposito (Jorge), Rosa Salazar como Brenda, Thomas Brodie- Sangster como Newt e Ki Hong Lee, como Minho.
Recomendamos, pois o filme é infinitamente melhor que o primeiro, fazendo jus ao livro homônimo.
Não contaremos o final, é claro, mas é a deixa perfeita para o terceiro filme começar pegando fogo!
Os atores Kaya Scodelario e Giancarlo Esposito vieram para o lançamento do filme em São Paulo, confira os detalhes: Aqui.

Por ~M