Blog : Resenhas

‘Prometo Falhar’ Saiba porque o livro de Pedro Chagas Freitas é um dos maiores sucessos de 2015!

‘Prometo Falhar’ Saiba porque o livro de Pedro Chagas Freitas é um dos maiores sucessos de 2015!

Prometo Falhar é com certeza um dos maiores lançamentos de 2015. A coletânea de textos do escritor português Pedro Chagas Freitas, traz uma escrita afiada, falando de amor como poucos, com uma lucidez incrível. O livro foi lançado no Brasil pela editora Novo Conceito e o autor compareceu à Bienal do Livro Rio 2015, onde lotou os auditórios e filas de sessões de autógrafos, esbanjando simpatia ( e beleza!!!). O livro veio fortalecer o movimento de retorno da literatura de língua portuguesa, com textos e crônicas que vão do crítico cru ao paraíso dos amantes, um universo de pensamentos inesgotáveis de uma mente criativa, politizada e por que não dizer sedutora? Conheça um pouco mais desse livro único, que promete virar o seu mundo literalmente de cabeça para baixo!

 

Sinopse e capa:

 

 

prometo-falhar_capa_1

“Prometo Falhar é um livro que fala de amor. O amor dos amantes, o amor dos amigos, o amor da mãe pelo filho, do filho pela mãe, pelo pai, o amor que abala, que toca, que arrebata, que emociona, que descobre e encobre, que fere e cura, que prende e liberta. Em crônicas desconcertantes, Pedro convida o leitor a revisitar suas próprias impressões sobre os relacionamentos humanos. A linguagem fluida, livre, sem amarras, faz querer ler tudo de uma vez e depois ligar para o autor para terminar a conversa . Medo, frustração, inveja, ciúme e todos os sentimentos que nos ensinaram a sufocar são expostos sem pudores. Mergulhe de cabeça numa obra que mostra que é possível sair ileso de tudo, menos do amor. Você escolhe a ordem em que vai ler as crônicas do jovem escritor que tem 21 obras publicadas e é sucesso de vendas em Portugal.”

 

Sobre o autor:

 

 

IMG-20150906-WA0009

 O escritor Pedro Chagas Freitas e A. Assumpção, a Leitora da Depressão na Bienal do Livro Rio de 2015.

Pedro Chagas Freitas é escritor português, de Guimarães. Escreve estilos variados: Romances, novelas, contos, crônicas, poesias, letras de música, textos publicitários e etc. Publicou mais de duas dezenas de obras. Está na lista dos mais vendidos de 2014 em Portugal. Estudou linguística e criou jogos didáticos para estimular a produção escrita. Foi nadador-salvador, barman, operário fabril, porteiro de discoteca, jogador de futebol.

 

Livros do autor:

  • Mata-me (Corpos Editora, 2005)
  • O Evangelho da Alucinação (Corpos Editora, 2006)
  • Já Alguma Vez Usaste o Sexo sem Necessitares de Usar o Corpo? (Corpos Editora, 2007)
  • A Guerra da Secessão: 1861 – 1865 (MediaPromo, 2007)
  • Os Dias na Noite (Indiebooks, 2008)
  • A Pele do Medo (Sinapis Editores, 2010)
  • As Incongruências da Sorte (Sinapis Editores, 2010)
  • Porque Ris Sabendo que Vais Morrer (Sinapis Editores, 2010)
  • Gotas de Dor (Sinapis Editores, 2010)
  • Espasmos de Pânico (Sinapis Editores, 2010)
  • Espasmos d’Alma (Sinapis Editores, 2010)
  • Só os Feios é Que São Fiéis (Sinapis Editores, 2010)
  • Chãos Pisados (Sinapis Editores, 2010)
  • Separação de Males (Sinapis Editores, 2010)
  • Envelhenescer (Sinapis Editores, 2010)
  • Os Fragmentos de Chagas (Sinapis Editores, 2011)
  • Eu Sou Deus (Chiado Editora, 2012)
  • Ou é Tudo ou Não Vale Nada (Chiado Editora, 2012)
  • In Sexus Veritas (Chiado Editora, 2013)
  • Prometo Falhar (Marcador, 2014)
  • Queres Casar Comigo Todos os Dias, Bárbara? (Marcador, 2015).

Saiba mais sobre o autor : Aqui.

Recomendamos!

Por ~M

“Para Continuar”: Desvende os mistérios do Bairro da Liberdade, nessa história incrível de Felipe Colbert!

“Para Continuar”: Desvende os mistérios do Bairro da Liberdade, nessa história incrível de Felipe Colbert!

 

QUANDO O AMOR ACONTECE, UMA LUZ SE ACENDE!

“Para Continuar” é um livro que mistura  suspense e os mistérios do bairro da Liberdade. É uma grata surpresa, com uma história instigante e bem escrita, pelo experiente escritor Felipe Colbert. A capa é lindíssima, com uma arte de tirar o fôlego, com luminárias orientais, que já mergulham o leitor no turbilhão da narrativa encorpada e fluída, que a cada capítulo prendem o leitor e estimula a desvendar os segredos desse enredo incrível. O livro foi lançado na Bienal do Livro Rio 2015 e foi um sucesso de crítica e leitores.

Leonardo é um jovem cardiopata que esconde a sua doença. Conhece Ayako, uma descendente de japoneses, que mora no famoso bairro da Liberdade e trabalha com seu avô em uma loja de luminárias orientais. O avô de Ayako é tutor de Ho, um rapaz que possui uma deficiência mental, pois tem a mentalidade infantil, e é apaixonado por Ayako. Na história, Leonardo e Ayako se conhecem no metrô e uma química surge entre eles! Mas Ho não fica nada satisfeito. O casal enfrenta vários problemas para ficarem juntos, além da doença de Leonardo e os boicotes de Ho, que os atrapalha. No porão da loja do avô de Ayako, existe um grande segredo, guardado por muitas gerações. E as lanternas fazem parte desse mistério. É uma trama muito bem articulada e isso faz com que o leitor avance na leitura, de forma gradual, mas é irresistível devorar cada página, tentando antecipar os acontecimentos.
Não vou contar o final, por motivos óbvios, para que o leitor possa desvendar esse mistério junto com os personagens! Vale a pena conferir!

Confira sinopse e capa:

 para-continuar_final_1

“Envolver-se com a jovem Ayako é a oportunidade perfeita para Leonardo César esquecer a sua vida tediosa e perigosamente limitada, tudo por culpa do seu coração defeituoso.
Enquanto isso, com a ajuda de seu avô, Ayako tem a difícil missão de manter inacessível um porão de dimensões que vão além da loja de luminárias que ela gerencia, repleto de milhares de lanternas orientais, cujo mistério envolve os habitantes do bairro da Liberdade.
A partir dos crescentes encontros entre Leonardo e Ayako, uma nova lanterna surgirá para os dois. Eles terão que protegê-la com afinco, ou tudo que construíram juntos poderá desaparecer a qualquer momento.
O que ninguém conseguiria prever é que Ho, um jovem chinês também apaixonado por Ayako, colocaria em risco o futuro desse objeto. E com ele, o sentimento mais importante que dois seres humanos já experimentaram.”

Sobre o autor:

11917783_1526140507675923_1526874644_n

O escritor Felipe Colbert e A. Assumpção, a Leitora da Depressão na Bienal do Livro Rio 2015

Felipe Colbert nasceu no Rio de Janeiro. Além de escritor, é palestrante e coach literário. Possui trabalhos publicados no Brasil e na Europa. Iniciou a carreira escrevendo thrillers vencedores de prêmios. Já idealizou projetos literários que beneficiaram diversos autores com a aplicação de técnicas internacionais de estruturação de romances. Atualmente mora na cidade de São Paulo.Belleville é seu quarto romance.
Visite o site do autor: www.felipecolbert.com.br

O lançamento do livro é da editora Novo Conceito, que está se superando, publicando livros espetaculares. Para Continuar é com certeza um dos melhores livros de 2015. Recomendamos!

Por ~M

Conheça ‘Wayne De Gotham’ e tudo sobre Batman no livro de Tracy Hickman!

Conheça ‘Wayne De Gotham’ e tudo sobre Batman no livro de Tracy Hickman!

Batman sempre!
O livro ‘Wayne de Gotham é contado em duas partes: presente e passado. No passado temos um pouco a história dos pais do ‘Batman’ e entendemos como eles morreram. Já no presente temos a história do cavaleiro das trevas e sua busca para descobrir como seus pais morreram. Para quem curte o personagem Batman, com certeza irão amar esse livro, pois conta detalhes e tem alguns personagens conhecidos como a Arlequina e o Coringa.
Uma das melhores partes, em que o autor descreve bem detalhadamente como é a roupa do Batman e como ela funciona. Também descreveu o batmóvel e todas suas funções. O livro possui ação o tempo todo. Em cada capítulo algo novo acontece e é impossível parar de ler. O autor conseguiu entrar no personagem e mostrar que ele não é apenas um super herói e que possui sentimentos. As cenas de ação também foram muito bem escritas e impactantes. Porém algumas partes do livro achei um pouco arrastadas, por isso acabei dando quatro estrelas.
Não vou entregar muito da história para evitar spoilers, mas quem curte a DC comics e  Batman com certeza tem que ler esse livro, pra saber mais da história do super herói!

Aperitivos

“Eu poderia acabar com isto. Poderia apertar o gatilho e fazê-lo parar. Ele iria embora e pararia de me machucar…Machucar mamãe…Machucar qualquer um. Tudo seria melhor se eu pudesse fazê-lo parar…Fazê-lo parar…”
“A dor está ali, o fogo do demônio que aquece minha alma. Você tem de alimentar o ódio, alimentar a fúria, alimentá-los diariamente…”
“Ela é insana…Mas nunca subestime a insanidade” – parte em que Arlequina aparece
“Eu visto máscara para aterrorizar os outros. Como é estranho que a falta de uma máscara me aterrorize.”
“-A verdade pode ser uma fera terrível, jovem Bruce – disse Alfred, com mais calma do que sentia. – Algumas vezes a verdade o caça.”

Confira a capa e a sinopse do livro:

 

tracy1

 

“Wayne de Gotham – Por trás de toda máscara existe um homem de verdade. Ainda criança, Bruce Wayne testemunha o assassinato dos pais – e o mistério sobre o motivo o impulsiona a fazer uma busca pelo seu passado. É quando descobre um diário secreto de seu pai Thomas, um médico rebelde que parece finalmente revelar o seu lado obscuro. Sua identidade é seriamente abalada quando um convidado levanta, inesperadamente, questões sobre o evento que acabou com a vida de sua amada mãe e seu admirável pai – caso que provocou para sempre sua vontade insaciável de proteção e vingança. Para descobrir a história real da família, Batman precisa confrontar o antigo inimigo, como o perverso Coringa, seu próprio mordomo Alfred, além do passado que assombra o Asilo Arkham, para assumir o novo fardo de um legado sombrio. Muito mais próximo dos filmes de Burton e Christopher Nolan e das HQs de Frank Miller do que dos seriados de TV dos anos 1960. Um olhar imaginativo sobre o lado humano do icônico super-herói criado por Bob Kane. TRACY R. HICKMAN é um autor mais conhecido por seu trabalho com Margaret Weis em “Dragonlance”. Também escreveu a trilogia Darksword, o Death Gate Cycle, e a trilogia Sovereign Stone e atuou como designer de RPG’s para a TSR, Inc.”

 

Sobre o autor:

 

 

Tracy_Hickman

O autor Tracy Hickman

Tracy Hickman é mais conhecido por seu trabalho como co- autor, junto com Margaret Weis, da série  ‘Dragonlance’, na qual colaborou também como designer de jogos. Ao todo, Hickman escreveu mais de trinta livros em colaboração com Weis.

 

Por Cherry Stephanie

Edição por ~M

A Rainha Vermelha:Conheça essa história incrível de Victoria Aveyard!

A Rainha Vermelha:Conheça essa história incrível de Victoria Aveyard!

Dois povos: os sangue vermelho e os de sangue prata, que possuem poderes, são ricos e mais cobiçados. Assim começa a história incrível!
Mare Barrow pertence ao sangue vermelho. Sua família é muito pobre e ela rouba pra poder ajudar. Com a ajuda do destino Mare vai trabalhar no palácio real e  descobre que tem poderes. Como ela teria poderes se seu sangue é vermelho? Todos começam a ficar intrigados com a garota de sangue vermelho que possui poderes. O livro demora pra chegar até na parte onde os poderes de Mare são revelados. Apesar disso, a história é muito interessante. Dizem que é uma mistura de ‘Jogos Vorazes’ com ‘A Seleção’, mas também me lembrou um pouco o livro ‘Estilhaça-Me’. O livro tem ação, embora tenha uma introdução geral para entendermos os dois povos, a rebelião entre eles, como funciona o exército, o palácio real, todo o confronto político, etc. Um ponto incomodou no livro, o triângulo amoroso de Mare Barrow com dois príncipes, um mais sombrio e o outro mais “certinho”. O romance foi bem clichê e em algumas partes incomoda um pouco. Perto do final o livro ficou mais empolgante, com mais ação, mais sangue (vermelho e prata, haha) e isso deu uma animada. Mare Barrow é uma personagem forte, mas um pouco complicada, também  um pouco ingênua.  Mesmo quando entra no palácio, faz o possível e o impossível para continuar lutando pelos direitos do seu povo (sangue vermelho), mesmo que isso custe a vida de algumas pessoas. Gosto muito de livros distópicos, ainda mais, quando envolvem poderes e brigas. Estou muito ansiosa para a continuação dessa série.

Aperitivos

“Nos contos de fadas, a garota pobre sorri ao se tornar princesa. No momento, não sei se voltarei a sorrir algum dia.”
“Até eu me surpreendo com a facilidade que a mentira sai. Um dia talvez eu consiga mentir pra mim mesma, me enganar com a ideia de que sou feliz.”
“Ele é um príncipe e, pior de tudo, é filho da rainha. Talvez o que ele tanto esconde seja isto…seu próprio coração.”
“Nunca abri um sorriso tão luminoso e estive tão triste ao mesmo tempo”
“Cada passo seu é um golpe de culpa em mim, me lembrando a nossa dança e do nosso beijo. Eu machuco todo mundo, especialmente a mim mesma.”
“O fogo que ele tenta ao máximo esconder se apaga. Avança até a janela com a mão nas costas. Diante dele, o sol nascente; atrás, as sombras. Parece dividido entre dois mundos. Sinto em meu coração que está. O pedacinho de mim que ainda se importa com ele quer chegar mais perto, mas não sou tão boba. Não sou uma menininha apaixonada.”
“Sempre foi isso: inveja, rivalidade. Tudo para que a sombra pudesse derrotar o fogo.”

Confira a capa e a sinopse

Victoria-Aveyard_author-photo-copy-15

“O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses.
Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso… Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?
Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe – e Mare contra seu próprio coração.”

Sobre a autora

Victoria-Aveyard_author-photo-copy-5

A autora Victoria Aveyard

Victoria Aveyard cresceu numa cidadezinha em Massachussets e frequentou a Universidade do Sul da Califórnia, em Los Angeles. Ela se formou como roteirista e tenta combinar seu amor por história, explosões e heroínas fortes na sua escrita.

 

Por Cherry Stephanie

Edição ~M

‘Lugares Escuros’- Dark Places: Conheça o thriller da autora Gillian Flynn!

‘Lugares Escuros’- Dark Places: Conheça o thriller da autora Gillian Flynn!

A autora Gillian Flynn é muito boa mesmo. Lugares Escuros  é um livro sensacional. Se você gostou de Garota Exemplar, não pode deixar de ler esse novo thriller. Na história, Libby Day, a personagem central,  passou por uma tragédia. Com sete anos sua mãe e suas duas irmãs foram brutalmente assassinadas. O assassino? Seu irmão Ben. Com apenas sete anos, a garotinha foi à polícia e afirmou que viu seu próprio irmão assassinar toda a família. Alguns anos depois, quando Libby já está com seus trinta e poucos anos surge uma sociedade secreta chamada “Kill Club”. Esse grupo é fascinado pela história de Libby e eles realmente acreditam na inocência de Ben, fazendo com que ela comece a se questionar muitas coisas. A melhor coisa do livro é que ele é dividido em três personagens: Libby Day, Patty Day (mãe) e Ben Day (irmão). Os capítulos da mãe e do irmão vão contar a história do ponto de vista deles até o dia do assassinato. Isso é sensacional! Você consegue ver a história de vários ângulos e mesmo assim é impossível descobrir quem é o assassino. Tem um capítulo com outro personagem, mas não vou dizer mais nada, para não dar spoiler (rs). Os capítulos de Patty Day vão mostrar como sua família passava por problemas financeiros na fazenda e mostra Runner, seu ex-marido alcoólatra. Já os capítulos de Ben vão mostrar sua infância conturbada, como ele era bem assustador (ele estava envolvido com uma seita satânica!!) e sua namorada Diondra. Libby Day vai a fundo, vai atrás do seu pai Runner, vai atrás de Diondra, de amigos de infância de Ben, tudo para descobrir qual a verdade por trás do assassinato de sua família.
No meio do livro você começa a suspeitar de todo mundo e nunca chega a lugar algum, pois cada hora uma pista nova surge, uma coisa surpreendente acontece e você não consegue mais parar. As cenas do assassinato foram descritas tão detalhadamente que é possível você até ter pesadelos. Não tem como não ficar arrepiada e com uma sensação ruim de estar lendo essas coisas. O final é surpreendente, algo que eu nunca imaginaria para um livro que envolve assassinatos.
O Filme
O livro foi adaptado para o cinema e que foi lançado esse ano, estrelado pela atriz Charlize Theron.
dark-places-poster
Sobre a adaptação cinematográfica de Lugares Escuros (Dark Places), saiba mais clicando Aqui.
Confira o trailer:

Eu não sei se o filme tem cenas tão pesadas quanto o livro e também não contarei como ocorreram os assassinatos para não perder a graça, certo?
A autora já tem dois livros publicados no Brasil,  Garota Exemplar, que também foi adaptado e estrelado por Ben Afleck e Objetos Cortantes (que também é muito bom!).
Quem curte suspense tem que ler pra ontem esse livro!
Aperitivos
“Eu não era uma criança adorável e me tornei uma adulta extremamente detestável. Se alguém fizesse um retrato da minha alma, veria um amontoado de rabiscos com presas.”
“Aniquilação. Novamente viu machados, armas, corpos ensanguentados esmagados no chão. Gritos davam lugar a gemidos e canto de pássaros. Ele queria mais.”
“Não se aborreça por pequenas coisas, são todas pequenas coisas. Se simplesmente pararmos de tentar ser felizes, aproveitaremos bastante. Aproveite a vida, ninguém sai daqui vivo. Não se preocupe, seja feliz.”
“Sempre é um consolo pensar em suicídio; é o que faz muitas pessoas superarem uma noite ruim.”
“A criança é minha
Mas na verdade não
Pois Satanás tem um plano soturno
Matar o bebê e a mãe
Depois procurar mais
E matar mais um”
“Não tenha expectativas, não tenha grandes expectativas.”
“Não desanime – todo relacionamento que você tem é um fracasso até encontrar o certo.”
 
Confiram a capa e a sinopse do livro:
 dark-places-book-cover
” Libby Day tinha apenas sete anos quando testemunhou o brutal assassinato da mãe e das duas irmãs na fazenda da família. O acusado do crime foi seu irmão mais velho, que acabou condenado à prisão perpétua. Desde aquele dia, Libby passou a viver sem rumo. Uma vida paralisada no tempo, sem amigos, família ou trabalho. Mas, vinte e quatro anos depois, quando é procurada por um grupo de pessoas convencidas da inocência de seu irmão, Libby começa a se fazer as perguntas que até então nunca ousara formular. Será que a voz que ouviu naquela noite era mesmo a do irmão? Ben era considerado um desajustado na pequena cidade em que viviam, mas ele seria mesmo capaz de matar? Existiria algum segredo por trás daqueles assassinatos?
Gillian Flynn intercala a trajetória detetivesca de Libby com flashbacks dos acontecimentos do dia dos crimes com tanta habilidade que o leitor é levado a diferentes direções. Escrito com primor, Lugares escuros não só mostra como a memória é passível de falhas, mas também evidencia as mentiras que uma criança pode contar a si mesma para superar um trauma.”
 
Sobre a autora
gillian-flynn
A autora Gillian Flynn
Gillian Flynn é jornalista e, antes de se dedicar integralmente à carreira de escritora, trabalhou por dez anos como crítica de cinema e TV para a Entertaiment Weekly. Nascida no Missouri e formada em jornalismo e inglês pela Universidade do Kansas, Gillian escreveu durante dois anos para uma revista de negócios na Califórnia e concluiu um mestrado em jornalismo na North-Western University, em Chicago. Também é autora dos premiados Garota Exemplar e Objetos Cortantes, que juntos já venderam mais de 200 mil exemplares no Brasil. Seus livros foram publicados em vinte e oito países. Atualmente, Gillian mora em Chicago com o marido e o filho.
Super recomendado!
Por Cherry Stephanie
Edição ~M
Ugly Love – O Lado Feio do Amor: Conheça um pouco da história imprevisível de Colleen Hoover!

Ugly Love – O Lado Feio do Amor: Conheça um pouco da história imprevisível de Colleen Hoover!

Ugly Love (O lado Feio do Amor) é  um livro dividido em capítulos escritos por dois prismas: o da Tate e do Miles, os personagens principais. Gostei muito, pois assim consigui ver a história em dois ângulos diferentes, foi bem interessante. Na história, Tate se muda para Los Angeles, para a casa de seu irmão Corbin, em busca de um novo emprego como enfermeira. Porém, quando ela chega ao apartamento tem uma surpresa: Um cara bêbado está na porta. Ela então, liga para o irmão e descobre que é vizinho de seu irmão, e se chama Miles. Seu irmão pede que ela o deixe entrar e dormir no sofá, o que ela faz com muita má vontade, já que ele agarrou seu tornozelo. Ele fica jogado no sofá e começa a chorar falando sem parar o nome Rachel.
No dia seguinte, quando Miles e Tate se conhecem de uma for mais “decente”, não rola aquele “amor à primeira vista”, mas os dois se apaixonam perdidamente um pelo outro. Não houve um romance ‘normal’, não pense que será um clichê, houve sim uma atração, Tate achou Miles bonito e atraente, PORÉM, ela o detestou por causa da noite passada, pois ela ODEIA esses tipos de cara que bebem a noite inteira e depois ficam chorando por uma garota no sofá. Ela até o chamou de “shitface”. Mas todos nós sabemos que entre o amor e o ódio existe apenas uma linha tênue.  Temos duas histórias paralelas, envolvendo passado e futuro. O passado é escrito nos capítulos de Miles. Iremos conhecer a história dele seis anos antes de conhecer Tate. No começo eu achava que Rachel era apenas uma ex- namorada e que nem ia ter tanta importância. Porém, Colleen Hoover me surpreendeu! A história de Miles me fez derramar lágrimas. Conseguimos realmente entender porque ele não se permite amar alguém de novo.
No presente veremos os capítulos de Tate e sua relação conturbada com Miles. Eles tentam ter uma amizade colorida, mas ela acaba levando isso além. A personagem me irritou bastante em algumas partes, além de haver muitas frases ‘clichês’ e previsíveis.
Estava quase desistindo do livro, mas resolvi seguir em frente. Teremos um capítulo de Rachel e no final haverá uma reviravolta em toda a história!
O final realmente me surpreendeu e foi por causa dele que eu acabei dando cinco estrelas para o livro.

Aperitivos:

“Eu quero mandar uma mensagem para Ian e dizer que ela não é gostosa. Eu quero dizer a ele que ela é um vulcão”

“Alguma coisa estranha está acontecendo com o meu peito. Um tipo de flutuação. Eu odeio isso, porque eu sei o que significa. Significa que meu corpo está começando a gostar de Miles. Eu só espero que meu cérebro nunca faça isso.”

“Se o garoto não consegue ver o que ele pode ter de bom com você, então ele não vale seu tempo”


Confiram a capa e a sinopse do livro:

 

ugly

‘Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo… apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor.O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo.’

Sobre a autora:

ugly2

A autora Colleen Hoover

Colleen Hoover nasceu 11 de dezembro de 1979, em Sulphur Springs, Texas. Ela cresceu em Saltillo, Texas, e formou-se a partir de Saltillo High School, em 1998. Em 2000, ela se casou com Heath Hoover, com quem ela já tem três filhos e um porco chamado Sailor. Hoover formou na Texas a & M-Commerce com uma licenciatura em Serviço Social. Ela trabalhou vários trabalhos de ação social e de ensino, até que ela começou sua carreira como escritora. Em novembro de 2011, Colleen começou a escrever seu primeiro romance, sem nenhuma intenção de ser publicado. Ela foi inspirada por um poema lírico, “decidir o que ser e ir ser isso”, a partir de uma canção Avett Brothers “Cabeça cheia de dúvidas / estrada cheia de promessas”. Devido a isso, ela incorporou letras Avett Brothers em toda a história. Depois de alguns meses, seu romance foi revisado e dado 5 estrelas por grande blogger de livros, Maryse Preto. Com isso, as vendas aumentaram rapidamente, e por insistência dos fãs, teve sua sequela, Pointo de Retreat, ambos na lista New York Times Best Seller.

 

O livro no Brasil tem o título de “O lado feio do amor”. Ah! Eu li o livro em inglês e é bem fácil de achar na internet. Se você nunca leu um livro em inglês super recomendo esse, pois é bem fácil de entender. Recomendamos!
Por Cherry Stephanie
Edição ~M

“Cidades de Papel”: Confira a resenha e saiba por quê você deve assistir o filme!

“Cidades de Papel”: Confira a resenha e saiba por quê você deve assistir o filme!

Sabe quando o seu coração bate tão forte que você fica um minuto sem respirar? Eu me senti assim quando a Fox Film do Brasil avisou a equipe sobre o credenciamento da imprensa para cobrir a divulgação do filme “Cidades de Papel” no Rio de Janeiro. Eu não acreditei! Aliás, ninguém acreditou! Se você quer saber o que rolou na coletiva de imprensa + premiére do filme, clique aqui. Mas se você quer saber por quê deve assistir “Cidades de Papel”, eu convido você, leitor, a continuar nessa página!

Eu tinha muitas expectativas sobre esse filme. Primeiro porque eu AMEI “A Culpa é das Estrelas” e esperava que “Cidades de Papel” fosse tão bom quanto a primeira adaptação de um livro de John Green. Lá estava eu, sentada no cinema esperando ser surpreendida. E eu fui!

cidades5

Logo de cara, o longa começa com uma narração incrível de Quentin, ou Q (Nat Wolff), que já nos orienta sobre a sua vida, seus amigos e, é claro, sobre seu grande amor platônico, Margo (Cara Delevingne). Margo, desde a primeira cena até a última é super misteriosa. Quem nunca viu Cara atuando, mas conhece o seu trabalho como modelo vai ser surpreender! Cara deu à Margo o que os leitores idealizaram. Sua personalidade forte, seu jeito aventureira e rebelde cativa os fãs. Sem dúvidas, eu não consigo imaginar, hoje, alguém melhor que a Cara para dar vida à Margo no cinema.

 

cidades3

E o que dizer sobre Q., o protagonista do filme que é interpretado por Nat Wolff? Quem viu “A Culpa é das Estrelas” deu boas risadas com Nat. O ator trouxe a sua mesma força de vontade, tocante atuação e correspondeu muito bem às expectativas como protagonista. Aliás, isso também me surpreendeu! Eu esperava que Nat e Cara dividissem os holofotes na história, quando na verdade Nat roubou a cena mais uma vez e nos deu um herói que todo mundo adoraria ter na vida.

 

cidades44

A princípio a história não tem muito drama; ela começa retratando a vida comum – e muito monótona – de Q, o estudante perfeito, que um dia foi amigo de Margo e nutriu por todos os anos da escola uma paixão platônica por ela. Uma noite, Margo invade seu quarto e propõe que ele a ajude em mais uma de suas aventuras. É um plano de vingança que dura algumas horas e, consequentemente, é o empurrãozinho que ela dá para que a vida de Q e de seus amigos, mude para sempre. Depois de uma noite de muitas risadas e confusões dos dois, Margo desaparece, deixando uma série de pistas para Q, que foi a última pessoa com que ela esteve e o único que pode achá-la.

cidades

Eu me surpreendi bastante com os personagens Radar (Justice Smith) e Ben (Austin Abrams), os melhores amigos de Q. Radar é um dos personagens mais centrados do filme, apesar do trauma pela coleção de Papais Noéis negros de seus pais, o que rende boas risadas na história. Além de ser um namorado dedicado, um amigo fiel e super inteligente, Radar é quem traz a razão ao grupo. Já Ben é o mentiroso do grupo. Ele pensa basicamente em garotas e no baile de formatura – além de ter uma “queda” pela mãe de Q e por Lacey -, protagonizando os melhores micos do grupo. Radar e Ben fazem parte das melhores cenas do filme. Além de ajudarem Q na busca por Margo, são eles quem protagonizam as cenas mais engraçadas do filme.

cidades6

Além dos dois, também auxiliam na busca duas outras personagens: Lacey (Halston Sage), que é amiga de Margo e Angela (Jaz Sinclair), namorada de Radar. Lacey passa pelo drama de ser popular, bonita e não ser levada a sério, embora seja inteligente. Ela quer uma oportunidade de reencontrar Margo e esclarecer uma situação mal resolvida. Já Angela, como é a namorada de Radar, quer estar junto de seu namorado e participar ativamente de sua vida, o que não acontecia antes. Na viagem, ela conhece seus amigos e, com Lacey, acaba dando um toque doce e sutil na trama.

 

(esq. para direita): Angela (Jaz Sinclair), Lacey (Halston Sage) e Quentin “Q” (Nat Wolff)

Talvez quem leia isso ache que o longa é só mais um filme bobo sobre a cotidiana vida de adolescentes americanos. Eu posso garantir que o filme foge desse clichê! O que eu achei mais tocante é como Q., Radar e Ben, trazem para fora da tela questionamentos, reflexões e aprendizados sobre o fim do ensino médio, o medo que cerca a todos acerca da iniciação da vida adulta, as novas experiências e o final/começo dos ciclos em nossas vidas. Eu garanto que você não vai se decepcionar com o final!

Atenção: na cena acima, da loja de conveniência, tem uma surpresa incrível, mas é claro, não será revelado para não estragar o impacto.

Saí do cinema com um sorriso no rosto e tendo, para mim, que “Cidades de Papel” é um dos melhores filmes do gênero desse ano. Particularmente, achei melhor que “A Culpa é das Estrelas” em vários aspectos, principalmente nas partes técnicas; A trilha sonora é uma delícia! Além disso, o jogo de câmeras ficou muito bom. CdP tem uma fotografia linda e umas cenas que merecem gifs para ficarem eternizadas!

 

cidades-aw

Ficou curioso? Então não perca tempo! Garanta já o seu ingresso para assistir “Cidades de Papel”, que estreia dia 9 de julho nos cinemas do Brasil! Don’t forget to be awesome!

Por ~A

Os gifs do post foram feitos por leitores depressivos / credite por favor!

“Como Eu Era Antes de Você”: saiba mais sobre essa história emocionante e surpreendente de Jojo Moyes!

“Como Eu Era Antes de Você”: saiba mais sobre essa história emocionante e surpreendente de Jojo Moyes!

Lou Clark tem a sua vida mudada quando perde seu emprego em um café e se vê na terrível situação de arrumar um emprego sem ter muita qualificação e com sua família passando por vários problemas. Depois de muito procurar, ela aceita a vaga de cuidadora, na casa de Will Traynor, um tetraplégico. Ela nunca tinha cuidado de deficientes antes, então foi uma experiência nova. O começo da relação dos dois é bem conturbada, pois o Will é um cara extremamente depressivo e sem vida. Lou entra na vida de Will para lhe trazer vontade de viver. O livro todo vai mostrar como a Lou influenciou a vida de Will e em como seis meses podem mudar uma vida. Os personagens secundários como Patrick, namorado de Lou ( é muito chato ahahaha), que é um viciado em exercícios, idólatra  do próprio corpo, o que incomoda bastante. A irmã e o filho Thomas são personagens muito engraçados, apesar da irmã ser um pouco mimada. Os pais de Lou são incríveis, com todas as dificuldades que passam, eles sempre tentam fazer o melhor. É uma história que não tem ação, mostra os problemas familiares, as dificuldade em se adaptar a uma nova rotina com um tetraplégico.
É uma história bem construída, a autora conseguiu criar bons personagens e situações novas que não permitem que o leitor entre no tédio. Porém, a história é um pouco previsível, com alguns clichês ( minha opinião!), Will é um tetraplégico depressivo que só pensa em morrer e Lou é aquele tipo de garota que fala “Eu sou invisível, se fosse em outra situação você nem me notaria”.  Muitas pessoas amaram o livro, derramaram muitas lágrimas. É uma história bonita e consegue emocionar muito. É aquele livro que você não precisa se preocupar muito em entender a história, é mais pra refletir e ler quando não se tem muito tempo.
Para quem ama romance recomendo muito (muito muito mesmo esse livro!). O final é bem coerente com a história. Acho que, (mesmo com tantos clichês), o livro acabou me mostrando que existem problemas maiores sim, mas que uma decisão pode mudar uma vida.
Aperitivos
“Você pode achar que não mas, por incrível que pareça, Will Traynor, nem todas as garotas se vestem só para agradar os rapazes.”
“Se ele amar, sentirá que pode seguir em frente. Sem amor, eu já teria afundado várias vezes.”
“Alguns erros…apenas têm consequências maiores que outros. Mas você não precisa deixar que aquela noite seja aquilo que define quem você é.”
“Ás vezes Clark, você é a única vontade que me dá vontade de levar da cama.”
Confiram a capa e a sinopse do livro:
COMO EU ERA ANTES DE VOCÊ - CAPA
“Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Além disso, trabalha como garçonete num café, um emprego que ela adora e que, apesar de não pagar muito, ajuda nas despesas. E namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou se vê obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, a ex-garçonete consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto e planeja dar um fim ao seu sofrimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.”
Sobre a autora
jojo
A escritora Jojo Moyes
Jojo Moyes nasceu em 1969 e cresceu em Londres. Estudou jornalismo e foi correspondente do The Independent por dez anos. Publicou seu primeiro livro em 2002, e desde então dedica-se integralmente à carreira de escritora.
Sobre a adaptação cinematográfica:
Sam-Claflin-Emilia-Clark-Me-Before-You
Os atores Sam Clafin e Emilia Clark
A adaptação cinematográfica já está a todo vapor, tendo como protagonistas os atores Sam Clafin e Emilia Clark. Saiba mais sobre o filme em nossa matéria especial.
O livro é excelente. Recomendamos!
Por Cherry Stephanie
Edição ~M
A Playlist de Hayden: Conheça essa história incrível de Michelle Falkoff!

A Playlist de Hayden: Conheça essa história incrível de Michelle Falkoff!


Sam e Hayden são melhores amigos até que um dia tudo muda: Hayden comete suicídio. A única coisa que ele deixa é uma playlist com várias músicas para Sam.
“Para Sam. Ouça, você vai entender.”
ta6
Ouça as músicas da Playlist de Hayden
O livro trata de bullying, um tema bem pesado e que foi bem abordado no livro. Hayden sempre sofreu muito com os pais, com o irmão e os amigos. Ninguém nunca fez nada pra melhorar a situação. Sam vai tentar descobrir o que levou o melhor amigo a cometer tal ato, porém coisas estranhas começam a acontecer. Por exemplo, no jogo favorito deles, surge uma pessoa que começa a falar com Sam como se fosse Hayden, lhe dando pistas do que pode ter acontecido.
No meio do caminho Sam conhece Astrid, uma menina toda alternativa com apliques e piercings, que parece saber o que realmente aconteceu com Hayden. Eles se aproximam e Sam até consegue realizar novas amizades e aprende a ouvir melhor as pessoas. O que ele não sabe, é que muitas vezes estamos enganados sobre alguém. A temática do livro é pesada, mas a história foi bem escrita. Tem vários comentários geeks sobre Star Wars, jogos, videogames, bandas, enfim. Quem curte essas coisas vai adorar entender as citações do livro!  Ah, e em cada capítulo tem uma música no título, achei bem interessante!
O Bullying é cada vez mais frequente e suas consequências são devastadoras. As pessoas não tem a mínima noção de como isso pode afetar seriamente alguém. As pessoas julgam, humilham, maltratam só porque acham a pessoa “diferente”. Por quê? Quem impôs o que é certo ou errado? O livro mostra uma realidade.
As pessoas que curtem videogames, livros, filmes no estilo geek, sofrem mais preconceito sim.
Recomendo esse livro para todo todos. Deveria ser leitura obrigatória inclusive nas escolas. Gostei de todos os personagens secundários: Ryan (irmão do Hayden) e seus amigos, Astrid e seu grupo: Jess, Eric. A irmã do Sam também é uma personagem muito cativante! Não tem como ler e não se emocionar um pouquinho e se sentir na pele do Hayden. Acredito que o intuito da autora é mostrar além do Bullying, como é difícil superar a perda e como precisamos de amigos nessas horas e que ouvir é algo muito importante.
Aperitivos
“Como era possível eu me sentir tão deslocado no funeral do meu melhor amigo?”
“Muitas pessoas querem ser invisíveis. Talvez elas até pensem que podem fingir que são. Mas sempre alguém as vê.”
“É difícil imaginar que pessoas que estejam assim tão contentes com as suas vidas queiram ser as mesmas na internet.”
“Torci para que ela estivesse prestando atenção no trecho da música no qual eu queria que ela se ligasse, que falava sobre eu ser o cara certo se ela quisesse que eu fosse.”
“Eu jamais vou superar tudo. Sei que essa frase pode ser verdadeira agora, mas também sei que não superar não significa que algum dia eu não serei capaz de seguir em frente e viver a minha vida”
Confiram a capa e a sinopse do livro:
ta5

“Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola, o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente. Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava. A PLAYLIST DE HAYDEN é uma história inquietante sobre perda, raiva, superação e bullying. Acima de tudo, sobre encontrar esperança quando essa parte parece ser a mais difícil.”

 

Sobre a autora
ta4
A autora Michelle Falkoff
Michelle Falkoff é graduada pela Iowa Writers’ Workshop e hoje é a Diretora de Comunicação e Lógica Jurídica da Northwestern Universit School of Law. “A Playlist de Hayden” é o seu primeiro livro, lançado pela Editora Novo Conceito.
 Recomendamos!
Por Cherry Stephanie
Edição ~M
“Por Lugares Incríveis”: Divulgada a adaptação cinematográfica do livro de Jennifer Niven!

“Por Lugares Incríveis”: Divulgada a adaptação cinematográfica do livro de Jennifer Niven!

Notícia boa: Foi divulgado pela autora Jennifer Niven, que ela mesma assinará o roteiro da adaptação cinematográfica baseada em seu livro “Por Lugares Incríveis”. A divulgação foi feita no twitter e compartilhada pela editora que publicou o livro no Brasil. Confira:
jeni
Também já foi confirmada a atriz que interpretará a personagem Violet, será Elle Fanning!
Conheça um pouco da história desse livro, vale a pena!
Uma história fascinante!
O livro conta a história de dois personagens: Theodore Finch que tem problemas na escola e sofre um bullying, além de ter um pai violento. Violet Markey que tinha uma vida perfeita e um sonho de entrar em uma faculdade de escrita criativa em Nova York. Até que o destino lhe pregou uma peça, sua irmã Eleanor faleceu em um acidente de carro. Os capítulos são intercalados entre os personagens, tendo uma visão de ambos na história.  Os dois se conhecem no alto do sino de uma torre com o intuito de se suicidarem, mas acabam ajudando um ao outro.
Violet tinha um blog com a irmã, onde escrevia sobre moda, beleza, comportamento, etc. Mas depois do terrível acidente, ela nunca mais escreveu e passou a ter muitos pesadelos. Em uma aula de Geografia, é proposto realizar uma redação e Theodore a encurrala para que eles façam o trabalho juntos e conheçam os lugares de Indiana.   E então o livro a partir daí gira em torno de Violet e Finch, suas aventuras e superações. Conforme a narrativa vai se desenrolando, percebemos que Finch é um garoto cheio de problemas e muito angustiado.  O livro além de ser uma história relaxante para ler, também é um ensinamento sobre a vida. Sobre como às vezes as pessoas conseguem fingir que estão bem, quando por dentro estão um perfeito caos. Mais do que isso, o livro nos ensina o poder de uma palavra e a superação de um adeus.
Recomendamos para todos que procuram uma leitura leve, mas com uma grande história! Me emocionei muito com Finch e acho que todos também vão se emocionar!
Aperitivos:
“Eu poderia simplesmente dar um passo à frente. Em segundos, acabaria com tudo. Nunca mais “Theodore Aberração”. Nunca mais dor. Nunca mais nada.”
“Ainda estou aqui, e sou grato por isso, porque senão perderia este momento. Ás vezes é bom estar desperto.”
“Aprendi que existem coisas boas no mundo, se você procurar por elas. Aprendi que nem todo mundo é uma decepção, incluindo eu mesmo, e que um salto a 383 metros de altura pode parecer mais alto que uma torre do sino se você estiver ao lado da pessoa certa.”
“Você foi, sob todos os aspectos, tudo o que alguém poderia ser. […] Se existisse alguém capaz de me salvar, seria você.”
“Não é culpa sua. E ficar pedindo desculpa é perda de tempo. Você tem que viver sem arrependimentos. É mais fácil fazer a coisa certa desde o início pra que não tenha que pedir desculpas depois – Não que eu tenha moral pra falar isso.”
“Olho pra ela longamente. Conheço a vida bem o suficiente para saber que não podemos acreditar que as coisas vão ser sempre iguais, não importa o quanto a gente queira. Não podemos impedir que as pessoas morram. Não podemos impedi-las de ir embora. Não podemos impedir nós mesmos de ir embora. Me conheço bem o suficiente para saber que ninguém consegue me manter acordado ou me impedir de dormir. Tenho que fazer isso sozinho. Mas cara, como gosto dessa garota.”
“Você é um sobrevivente, e conforme essa designação indesejável termina, sua sobrevivência, sua sobrevivência emocional, dependerá de como você lidará com a tragédia. A má notícia: sobreviver a isso será a segunda pior experiência da sua vida. A boa notícia: o pior já passou.”
“O que percebo agora é que o que importa não é o que a gente leva, mas o que a gente deixa.”
Confiram a capa e a sinopse do livro:
por lugares incriveis
 
 
Por Lugares Incríveis – Dois jovens prestes a escolher a morte despertam um no outro a vontade de viver.
“Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família.
Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.”
 
Sobre a autora:
por lugares incriveis1
A escritora Jennifer Niven
 
Jennifer Niven é autora de quatro romances para adultos – American Blonde, Becoming Clementine, Velva Jean Learns to Fly e Velva Jeans Learns to Drive -, três livros de não ficção – The Ice Master, Ada Blackjack e The Aqua Net Diaries – e um livro de memórias sobre suas experiências no ensino médio. Apesar de ter sido criada em Indiana, hoje vive com o noivo e três gatos em Los Angeles, seu lugar preferido para andanças.
Por Cherry Stephanie
Edição ~M