Blog : Leitores Depressivos

FLIV- Feira Literária na Vila: 1ª Edição do evento que comemorou os 5 anos da Leitora da Depressão!

FLIV- Feira Literária na Vila: 1ª Edição do evento que comemorou os 5 anos da Leitora da Depressão!

A Leitora da Depressão completou 5 anos no dia 26 agosto e comemorou com uma grande festa!

fliv1
A FLIV – Feira Literária na Vila aconteceu em Botafogo, no Rio de Janeiro e contou com um elenco incrível de autores, blogs, editoras e, é claro, com a presença dos nossos leitores queridos! Todos participaram dos nossos eventos, concorreram a brindes em nossos concursos, compraram artigos literários, livros, enfim, foi um dia maravilhoso e inesquecível!

No evento tivemos um Cronograma variado para diversas faixas etárias e público, começando com os pequeninos, demos início aos Painéis de atividades às 10h da manhã . No Cronograma tivemos as seguintes atividades:

 

 

fliv14

10h – Painel “Era Uma Vez”: Contação de histórias infantis – Livro ‘Nala’
Autora: Caroline Rocha – Ilustrador Vitor Felix (Macabeia Edições / Mediação: Eliz Assumpção)

fliv15

Música e poesia (Eliz e Jésus)

fliv22

11h – Painel Sarau de Poesia – aberto à recitação

(autores Marcio Kozlowski e Pietra Von Bretch/ Mediação: Eliz Assumpção)

fliv23

Espaço dos Expositores

fliv2

Equipe Leitora da Depressão e Staff da FLIV (Manhã)

fliv3

fliv4

 

Venda de  Artigos Literários ( Loja Geek Cute)

 

fliv5

Venda de Livros e Artigos Literários ( Produtos Leitora da Depressão e Ruthy Bijú)

 

fliv6

Venda de Livros e Artigos Literários ( Macabéia Edições- Multifoco Editora)

fliv26

Venda de livros ( Rico Editora)

fliv27

Cantinho de Produtos e livros Gospel (ISF)

fliv7

Bistrô da FLIV

fliv8

Espaço Gourmet

 

fliv20

Venda de Livros e Artigos Literários ( Amora Editora)
A. Assumpção (criadora da Leitora da Depressão com a autora Lorena Kaz e o Editor Silvio Testa da Amora Editora)

Confira alguns momentos do evento:

fliv9

14h – Painel “Meu Livro Virtual”: a Influência do Wattpad na literatura contemporânea.

(Autores: A. Assumpção, Clara Savelli, Ully Ketty, Cris Salles, Bruna Fontes, Aimee Oliveira e Chaiene Santos – Mediação: A. Assumpção)

fliv10

14h – Painel “Meu Livro Virtual”: a Influência do Wattpad na literatura contemporânea.

fliv16

 

15h – Painel ‘Digital Influencer: blogs, vlogs e a nova visão da leitura’

(Autores A. Assumpção, Vinicius Grossos e Thati Machado/ Mediação: Felipe Leitão e Fabiane Pereira)

 

fliv11

 

15h – Painel ‘Digital Influencer: blogs, vlogs e a nova visão da leitura’

(Autores  Vinicius Grossos, A. Assumpção e Thati Machado)

 

fliv21

 

16h30 -Painel ‘Chá das Cinco: Clássicos da Literatura’ com distribuição de chá

(Autoras: Laís Rodrigues e Roxane Norris, Tradutoras: Bianca Costa e Stephanie Savalla/

Mediação: Felipe Leitão e Fabiane Pereira)

 

 

 

 

 

fliv25

 

Distribuição de chá no final do Painel ‘Chá das Cinco: Clássicos da Literatura’

fliv13

Organização da FLIV: A. Assumpção, Felipe Leitão e Eliz Assumpção, com o amigo Bruno Coelho

 

fliv18

17h30 – Painel “No mundo da Lua”: bate-papo sobre Fantasia com Cosplay e muita alegria
(Blogs Mediadores: No Meu Mundo, Potterish e Potter Express
Autores Convidados: Pietra Von Bretch, Thiago Kuerques e Igraínne Marques/ Mediação: Lucas Salles).

Na foto de Cosplay: A. Assumpção de Ray (Star Wars) e Ruan Donorato de Newt (Animais Fantásticos)

fliv17

 

18h30 – Painel ‘Momento Geek: Ficção científica, livros e cultura pop’

Autores: Juliana Skwara e Chaiene Santos, Palestrante: Daniel Lameira/ Mediação: Eliz Assumpção e Lucas Salles)

 

 

 

 

fliv12

 Painel ‘Momento Geek: Ficção científica, livros e cultura pop’

Foi um dia para ficar na história da Leitora da Depressão, agradecemos a todos que colaboraram na organização, no Staff como equipe, como parceiros que acreditaram no nosso sonho e investiram tempo e amor para incentivar a leitura!

Organização:
Leitora da Depressão

Apoio:
No Meu Mundo
Saga Twilight Eternamente

Parcerias:
Editora Aleph
Editora Intrínseca
Editora Nova Fronteira
Editora Zahar
Wattpad
Rico Editora
Amora Editora
Macabéia Edições – Multifoco Editora

Blogs:
Potter Express
Potterish
Nasci no Século Errado

 

Fiquem atentos, em breve teremos uma segunda edição da FLIV!

Siga, curta e compartilhe o perfil da FLIV – Feira Literária na Vila nas redes sociais: No Facebook e no Instagram!

 

Por Eliz Assumpção

Autores Respondem: Dan Gemeinhart, autor do livro “A Mais Pura Verdade”!

Autores Respondem: Dan Gemeinhart, autor do livro “A Mais Pura Verdade”!

Fala, leitor! Abrindo com louvor a série de entrevistas com autores nacionais e internacionais, trazemos até você Dan Gemeinhart, o autor do livro “A Mais Pura Verdade”! Nós já havíamos falado do livro aqui, mas se você não conhece a história, essa entrevista será perfeita para que você se interesse pela história. E temos certeza que você vai amar! O livro foi lançado pela Editora Novo Conceito e é a promessa de livro do ano!
Desde já, agradecemos ao Dan por ser tão acessível e simpático. Ele mostrou interesse pela entrevista desde o primeiro contato, mesmo sem conhecer o site e fez questão de responder a todas as perguntas. Por mais autores como você no mundo, Dan! A Equipe LDP deseja muito sucesso na sua caminhada!

LDP: Você trabalha em mais alguma coisa além da escrita?

Dan: Sim! Eu sou um professor de uma escola para 6-12 anos de idade. Eu trabalho na biblioteca, e eu a amo absolutamente. Crianças e livros são duas das minhas coisas favoritas, então ter um trabalho em que eu possa trabalhar com ambos é perfeito.

LDP: Dan, várias crianças leram “The Honest Truth” (A Mais Pura Verdade). Como tem sido o retorno delas? A interação com os fãs, sugestões ou/e reclamações já alteraram os seus planos na hora da escrita?

Dan: Tive a sorte de ter um monte de mensagens maravilhosas, e-mails e cartas de leitores em todo o mundo. Foi realmente incrível. Tem sido ótimo para mim lembrar que livros e histórias realmente importam – eles significam muito para as pessoas e os fazem pensar sobre suas vidas de maneiras diferentes. Tem sido realmente uma honra ter meu livro lido por tantas pessoas. Eu ainda não consigo acreditar.

LDP: Dan, o seu livro foi bem recebido no Brasil. Você esperava por isso?

Dan: Não! Tem sido uma surpresa incrível. Eu nunca sonhei em ter um livro publicado em outro país, e da maneira que os leitores do Brasil adotaram tem sido simplesmente incrível. Eu ainda não consigo acreditar. Eu amo o povo do Brasil!

LDP: Você escreve histórias para crianças e é maravilhoso no que faz. Você pretende passar para outro nicho, no caso, escrever um livro para jovens adultos, por exemplo?

Dan: Por ora, eu planejo ficar com o mesmo nível de idade como “A Mais Pura Verdade”. Meus próximos livros serão definitivamente para a mesma idade, mas eu tenho algumas ideias para romances direcionado ao público  jovem adulto, que espero experimentar nos próximos anos!

LDP: “The Honest Truth” (A Mais Pura Verdade) é um livro tocante e extremamente bonito. Como foi o processo criativo da história?

Dan: Foi uma história muito difícil de escrever. Ela realmente precisou de algumas tentativas antes de eu finalmente descobrir como eu queria contar a história, e eu tive que jogar um monte de que embora antes que eu entendi direito. Valeu a pena, embora; quando eu finalmente o havia terminado, eu estava muito feliz com a forma como ele saiu.

LDP: Você se inspirou em alguém para retratar a história de Mark?

Dan: Eu escrevi este livro em honra de um amigo meu, também chamado Marcos. Ele estava noivo da minha irmã e ele era um grande cara. Assim como o personagem deste livro, ele se interessava bastante por alpinismo. Infelizmente, ele faleceu de câncer. Este livro não é sobre ele, mas está escrito em sua memória e como um tributo a ele.

LDP: Por que você escolheu abordar sobre o câncer? Durante o processo criativo de THT (A Mais Pura Verdade), você teve medo de retratar a doença e, de repente, acabar tendo uma história repetitiva (tendo em vista o sucesso dos últimas obras que falavam sobre o câncer, como foi o caso de “A Culpa é das Estrelas”, de John Green)?

Dan: Eu escolhi o câncer porque eu estava escrevendo-o em honra ao meu amigo que faleceu de câncer, e eu sabia que ia ser difícil. O câncer é horrível, e tocou a vida de tantas pessoas, então eu sabia que tinha que lidar com isso com muito cuidado. Eu não estava muito preocupado em ser repetitivo, porque “A Culpa é das Estrelas” não tinha saído ainda quando eu estava escrevendo. Na verdade, foi realmente um longo processo… Ele me levou vários anos para escrevê-lo, vários anos para encontrar uma editora, em seguida, vários anos para que ele pudesse sair. Assim, parece que deu certo, mesmo durante toda a loucura do lançamento de “A Culpa é das Estrelas”, pois foi realmente escrito antes de tudo isso começar.

LDP: O que podemos esperar dos seus próximos trabalhos?

Dan: Meu próximo livro é chamado “Some Kind of Courage”. Na América, será lançado em janeiro de 2016. Eu não sei se ele vai ser publicado no Brasil, mas eu espero que sim! É situado no noroeste dos EUA no ano de 1890, quando os pioneiros e colonos chegaram a oeste de construir uma nova vida na fronteira. É sobre um menino que é órfão, e que tem de ir em uma viagem perigosa para recuperar o seu cavalo, depois de ser roubado. Eu acho que os leitores que gostaram de “A Mais Pura Verdade”, irão gostar desse livro também porque, em muitos aspectos, é o mesmo tipo de história: uma história de aventura, mas com alguma coisa séria e triste também.

LDP: A música contribui no seu processo criativo ou não? Ela está sempre presente no seu momento da escrita? Se sim, acha que ela te influencia em algo nesses momentos?

Dan: Eu amo a música e ouço o tempo todo! Às vezes eu ouço música enquanto estou escrevendo, às vezes não. Depende d como eu estou. Eu não posso ouvir música com letra, quando estou escrevendo, caso contrário, as palavras ficam na minha cabeça e me distraem; a música tem que ser instrumental, se eu estou escrevendo.

LDP: Existe a possibilidade de uma vinda ao Brasil?

Dan: Eu adoraria ir ao Brasil! Eu não tenho quaisquer planos ainda, mas eu absolutamente o adoro. Eu trabalho como professor de setembro a junho. Talvez no próximo verão?!

LDP: Você tem contato com os fãs brasileiros? Se sim, como tem sido?

Dan: Sim, tantos maravilhosos leitores brasileiros entraram em contato comigo através do Twitter, Facebook, Instagram e meu website. Todos eles são tão incríveis, e eu totalmente adoro ouvir de cada um. Do que eu posso dizer? Os brasileiros são as pessoas mais bonitas do mundo!

LDP: Existe a possibilidade de “The Honest Truth” (A Mais Pura Verdade), virar filme?

Dan: Isso seria incrível! Tem havido algum interesse por parte de algumas empresas de cinema, e ainda estamos trabalhando nisso. Esse tipo de coisa é tratada pelo meu agente, então eu não sei muito sobre isso. Seria maravilhoso ver o meu livro adaptado, mas eu ainda acho que é bastante improvável. Mas… é uma ideia muito divertida!”

Conheça a sinopse e capa do livro:

BrzWv94

“Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha. Mas, em certo sentido um sentido muito importante , Mark não tem nada a ver com as outras crianças.Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram. Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier. Nem que seja a última coisa que ele faça.  A Mais Pura Verdade é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável.”

Conheça a opinião da Leitora da Depressão sobre o livro ‘A Mais Pura Verdade’. Recomendamos o livro, é muito bom!

Por: A. Assumpção e Matheus Lisboa
Contribuição (tradução) Daniel Villar
Edição A.Assumpção e ~M

EVENTO: SAIBA TUDO O QUE ACONTECEU NO II ENCONTRO DE LEITORES DEPRESSIVOS!

EVENTO: SAIBA TUDO O QUE ACONTECEU NO II ENCONTRO DE LEITORES DEPRESSIVOS!

 ii encontro de leitores depressivos com tag 20

Abrindo em grande estilo o calendário literário da Página Leitora da Depressão: II Encontro de Leitores Depressivos!

No dia 08 de fevereiro às 17h, aconteceu o II Encontro de Leitores Depressivos, na Livraria da Travessa, no Shopping Leblon, no Rio de Janeiro.

DSCN4273

Na abertura do evento, A. Assumpção, a verdadeira ‘Leitora da Depressão’, criadora da página e do site Leitores Depressivos, mais conhecida pelos leitores como ~A, falou sobre a criação do projeto e como em apenas um dia, a página contou com a receptividade dos leitores internautas, conquistando cerca de 2 mil likes. Também matou a curiosidade dos fãs e leitores da página, explicando a criação do meme que é a marca registrada da página. A vertente do humor permanece na página, tantos nas postagens, quanto nas tirinhas com o meme da leitora, que sempre exprimem o sentimento do leitor, as alegrias e tristezas, a indignação com os altos preços dos livros e toda a ansiedade, que nós leitores sentimos.

DSCN4263

A página, que iniciou basicamente com a promoção de sagas, ganhou maior proporção. Com o tempo, a pedido do público bastante diversificado, alcançou vários gêneros literários. Além disso, vários foram os pedidos de escritores que queriam
expor seu trabalho na página.
Com a nobre função de promover o incentivo à leitura e a interação entre leitores e escritores, novos projetos foram surgindo, como a “Campanha Livro do Bem”, que incentiva o empréstimo e doação de livros para amigos e familiares, difundindo o hábito da leitura, esta Campanha já apadrinhou o Projeto “Mãos Amigas” em Minas Gerais. Outra ousadia da págiana foi o “Projeto LdD Novos Escritores”, que surgiu a partir do pedido de um insistente leitor que queria expor seu trabalho como escritor na página, o que abriu oportunidade para outros e transformou o projeto em coluna fixa na página. A terceira etapa deste projeto foi divulgada no evento.

1459696_573907646039050_610661674_n

Por fim, ~A e ~M, também da equipe do site Ldpre, falaram das novas parcerias da página com editoras e da criação do site, que possui matérias sobre lançamentos, adaptações, experiências de leitor, bem como resenhas de livros, realizadas com o auxílio dos colaboradores.
O auditório ficou repleto, os leitores e autores compareceram em um evento dinâmico, divertido e acima de tudo em prol do incentivo à leitura, confira as fotos:

1011679_573903309372817_608170665_n

1656409_573902169372931_197834483_n

Vários autores, de diferentes gêneros literários marcaram presença nesse encontro. Foram eles: Adriana Armony (“Estranhos no Aquário”), Ana Macedo (“Lágrima de Fogo”), Antonella Catinari (“A Bicicleta e o Tempo”), Bruna Fontes (“La La Land”), Janda Montenegro (“Por Enquanto Adeus”), Jorge Lourenço (“Rio 2054”), Letícia Black (“Contos de uma Fada”), Luize Valente (“O Segredo do Oratório”), Marcio Takenaka (“Demônios da Noite”), Marcos Magarinos (“Guardiões do Tempo” e “A Feiticeira do Olimpo”), Raphael Montes (“Suicidas”), Renata Ventura (“A arma Escarlate”) e Simone Campos (“Owned”).

DSCN4304

No bate papo com os leitores, os autores Raphael Montes e Marcio Takenaka, falaram sobre as dificuldades de publicar o primeiro livro, que exige o conhecimento das editoras e muita paciência; dispêndio de custos e coragem de expor para o público o que escreveu, bem como o trabalho de divulgação da obra, que é muito importante.

DSCN4302
Nessa linha, os autores Jorge Lourenço e Janda Montenegro, disseram que entender o mercado e conhecer o seu público, têm a sua importância, atrelado ao “boca a boca” e à internet, ótima ferramenta de divulgação. Participar de eventos literários e concursos, além de ampliar o conhecimento,também auxilia.

DSCN4277

Autora Janda Montenegro

Ana Macedo, juntamente com os outros autores, falou sobre o processo de criação das histórias. Falou da importância da administração do tempo no dia a dia tão corrido das pessoas e que os acontecimentos do dia acabam por influenciar neste processo. Pra ela, não há um ritual a ser seguido, geralmente escreve onde as ideias surgem.

DSCN4303

Outro assunto em debate iniciado pela autora Bruna Fontes foi a dificuldade de reconhecimento da literatura nacional, tanto pelos leitores estrangeiros, quanto pelos leitores brasileiros.

DSCN4297

A autora Renata Ventura falou que essa valorização também parte do próprio autor, quando escreve sobre cultura brasileira, história e geografia do país.

DSCN4299

A autora Luize Valente, por sua vez, falou que este problema tende a diminuir com o crescimento atual do investimento das editoras em jovens escritores brasileiros – que têm abordado em seus livros temas locais como criminalidade e questões sociais.

DSCN4293

Importante ressaltar que atrelar conhecimentos de seu país com história estrangeira também valoriza esse contato do leitor com diversas culturas, como bem informou o autor Marcos Magarinos, fã de Tolkien.

DSCN4306

A autora Simone Campos trouxe em seu livro um tipo de literatura que é muito difundida no exterior: aquela com caminhos diferentes em cada etapa em que o leitor escolhe qual será a sua próxima aventura. Essa é a verdadeira função do livro: fazer o leitor viajar sem sair do lugar, lhe trazendo conhecimento.
Um tema bastante polêmico entre os leitores e debatido no encontro foi sobre as adaptações cinematográficas de livros; o receio do leitor de a adaptação fugir da história e sua expectativa em ver na tela a projeção da história que leu, o que em alguns casos, resulta em frustração.

DSCN4305

Para o autor Raphael Montes, “o livro é do autor e o filme é do diretor” e é inevitável, na maioria das vezes, não haver alteração na obra literária, já que são formatos diferentes.

DSCN4298

Letícia Black complementou dizendo que mudanças podem ocorrer, mas que no seu caso, em que teve uma de suas histórias adaptadas para um vídeo na web, acompanhou de perto todo o processo de adaptação. Letícia também falou do preconceito com os autores que surgiram através de Fanfics, mas que essa segregação diminui devido ao talento de autoras como Cassandra Clare, bem como o  alto índice de vendas como o caso de E.L. James.
As autoras e professoras Adriana Armony e Antonella Catinari, falaram sobre a exigência da leitura dos livros clássicos nas escolas através das gerações.

DSCN4292

Adriana, professora do ensino médio, disse que o professor desse grau acaba ficando “engessado”, por conta do que é exigido nos vestibulares, mas que essa obrigatoriedade deve ser atrelada à possibilidade do professor de literatura criar debates e atividades leves e divertidas para os alunos, a fim de prepará-los para a densa literatura.

DSCN4295

Antonella, que trabalha com educação infantil, declarou que nessa faixa etária, há uma maior liberdade do professor em levar todo e qualquer tipo de literatura aos alunos. Para ela, “um bom livro infantil é aquele livro para todos, até para criança”. Luize Valente concluiu falando do importante papel do professor na formação do leitor em conjunto com a família e amigos.
O encontro foi encerrado com os agradecimentos ao público que lotou o auditório, aos escritores, aos parceiros e blogs amigos. Logo após foi realizado o sorteio dos livros de cada autor, com autógrafos, também foram distribuídos os cobiçados  marcadores de páginas e brindes, com o apoio da loja “Entrepôt Clothing”. Ao final uma linda confraternização, todos reunidos em prol do incentivo à leitura.

Nota da colaboradora: “experiência de leitor”.
“O evento foi muito produtivo, com a efetiva participação dos leitores no debate, que fizeram várias perguntas aos autores e colocações em vários momentos do evento. Foi um bate papo divertido, informal, que lotou a casa com diversas pessoas unidas em um interesse comum: o amor pela leitura. A página “Leitora da Depressão” vem cumprindo o seu papel de promover o incentivo à leitura abrangendo informações sobre obras e escritores para diversos gostos literários, bem como o incentivo aos novos talentos da literatura brasileira e ao próprio leitor, que também tem o seu sonho de escrever.
A equipe LdD / Ldpre está de parabéns e tenho certeza de que os leitores e escritores estão ansiosos pelo próximo encontro.”

Por Dora